Na atual crise, receber um salário entre R$ 6 mil a R$ 10 mil é o sonho de todo trabalhador brasileiro. Por isso, o #CONCURSO do TST 2017 tem atraído a atenção de tantas pessoas. Mas não é fácil ser aprovado no concurso do Tribunal Superior do Trabalho, é preciso dominar completamente as disciplinas de direito processual do trabalho e também direito do trabalho. Em 2012, quando foi realizado o último certamente, foram mais de 76 mil inscritos e apenas 37 vagas oferecidas. Com um total de 2.075 candidatos por vaga, se tornou um dos #concursos mais concorridos do país.

Uma dica importante para quem está pensando em se inscrever é que não adianta começar a se preparar já perto do dia da prova.

Publicidade
Publicidade

Quem já passou sabe muito bem que quanto antes começar a preparação, maiores são as chances de se dar bem.

Quem começa a estudar faltando algumas semanas, ou até mesmo uns poucos meses, fica desesperado para decorar toda a matéria, estuda na base da correria e isto não ajuda quase nada, pois, na hora da prova, vem o famoso ‘’branco’’ e o candidato esquece a maior parte da matéria estudada. O ideal é começar os estudos com muita antecedência, assim o aprendizado será feito de forma mais tranquila.

Outro erro muito comum entre os que estão pensando em se inscrever no concurso do Tribunal Superior do Trabalho é achar que quanto mais horas por dia dedicar aos estudos, melhor será. Só que isto é um erro. O estudo em excesso acaba é prejudicando o aprendizado. O ideal é organizar o dia de forma que você dedique algumas horas ao aprendizado, mas também possa ter tempo para se alimentar corretamente e com calma, fazer uma atividade física, dormir bem e até garantir um tempo para o lazer.

Publicidade

Quem deixa para se preparar na última hora chega a dedicar mais de 12 horas por dia ao estudo para dar tempo de ver toda a matéria, mas isto não é o indicado. Quem se prepara com mais antecedência tem tempo de dividir melhor o dia, estudando menos e descansando mais a mente e o corpo, a combinação perfeita para um melhor aprendizado.

Muitos dos que já foram aprovados dedicaram cerca de 4 horas por dia aos estudos antes do edital ser lançado. Após a divulgação do edital, a rotina deve ser intensificada, mas nada exagerado, no máximo 8 horas por dia e de preferência, com horários alternados durante o dia.

Outro segredo para se dar bem no concurso TST é investir nas matérias básicas, entre elas o direito constitucional, administrativo e também português. É bom dedicar um tempo maior a estas matérias.

Fazer exercícios específicos da banca também é uma ótima forma de fixar o aprendizado, pois, se ficar só lendo, não vai ajudar muito. Há muitos candidatos que sabem toda a matéria, mas acabam se perdendo por não conhecerem o estilo da prova.

Então, é indicado fazer vários simulados, investir pesado em exercícios, porque assim é possível fixar o que foi aprendido, ao mesmo tempo em que vai se familiarizando com a forma como as provas são aplicadas.