Começou ontem as 00h01 a venda dos ingressos para o mega-festival Monster of Rock que acontecerá nos dias 25 (sábado) e 26 (domingo) de abril no Anhembi, em São Paulo. A rede da Ingresso rápido, devido a forte demanda, apresentou momentos de instabilidade durante todo o dia, dificultando a compra de muitos interessados em comparecer no evento. Outro motivo que causou tensão entre os clientes foi o fato do preço aumentar a cada instabilidade apresentada pelo site, fazendo muitos desistirem ou entrarem em contato com a rede para reclamar ou buscar mais informações sobre o que estava acontecendo. O pior constrangimento foi as várias tentativas de compras envolverem um valor extremamente alto, o que se tornou uma "revolta generalizada" em todas as redes sociais, os clientes afirmam haver taxas extremamente abusivas, tais como frete (caso optar por receber o ingresso em casa), táxi e outras taxas, superando muitas vezes, o valor de 600 reais.

Publicidade
Publicidade

Dos males, o menor: os dois dias de evento terão apresentações de muito peso: dia 25, o festival conta com Ozzy Osbourne, Judas Priest, Motorhead, o hardcore da banda Black Veil Brides, Rival Sons, Primal Fear e Plus Guest. Já o dia 26 terá as bandas: Kiss, Judas Priest, Manowar, Accept, Unisonic, além do lendário guitarrista Yngwie Malmsteen e o glam-metal da Steel Panther.

A atração especial fica por conta da banda Judas Priest, que carrega o privilégio de tocar nos dois dias do festival.

Além disso, muito se especulam sobre algumas dessas bandas possivelmente tocarem em outras cidades do Brasil, e não apenas no festival como previsto. Surgiram nomes como Kiss e Ozzy Osbourne possivelmente se apresentando em Curitiba e Porto Alegre, além da possibilidade de Judas e Motorhead também tocarem em Porto Alegre.

Publicidade

Essas são notícias que circulam na boca do povo, além de tomarem completamente as redes sociais. Para muitos, são afirmações "quase oficiais", de que outras cidades terão o privilégio de receber apresentações de alto nível!

Suposição ou não, nos resta esperar a posição oficial dessas bandas sobre todas especulações. #Famosos #Música