O mês de dezembro é conhecido no mundo inteiro por trazer aos palcos a montagem do balé de repertório "O Quebra-Nozes". O espetáculo poderia ser colocado ao lado dos clichês de fim de ano, ao lado da música de Simone ("Então é Natal... E o que você fez?") e da vinheta da Globo ("Hoje é o novo dia de um novo tempo que começou...").

São Paulo segue a tendência do mundo e em 2015, pelo 31º ano consecutivo, apresenta temporada do balé montado pela companhia de dança Cisne Negro. A temporada da companhia, que traz jovens talentos em seu elenco, fica em cartaz até dia 21 de dezembro no Teatro Alfa, zona sul da cidade. O Quebra-Nozes é dançado pelas maiores companhias do mundo todos os anos e já faz parte da cultura de Natal familiar mundial. Sem O Quebra-Nozes, parece que há algo faltando na data.

A tradição da apresentação da obra também se traduz nos bailarinos convidados. A Fada Açucarada e o Príncipe do Açúcar do elenco durante a primeira semana foram Karen Mesquita e Cícero Gomes, os dois solistas do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Os dois já ensaiavam o balé há algum tempo para apresentar em sua cidade natal, que também mantém a tradição. De hoje até dia 21 de dezembro, os convidados são Luis Ortigoza, solista do Ballet de Santiago, Chile, e Nadia Muzyca, primeira bailarina do Teatro Colón, da Argentina.

Os bailarinos garantem que, apesar do espetáculo ser apresentado ano a ano, cada apresentação é diferente, já que eles amadurecem e aprimoram sua técnica. Além disso, a trilha sonora de Tchaikovsky é uma pérola a parte e encanta tanto o público quanto os próprios bailarinos. Entre os jovens talentos desse ano, há o músico Guido Sant'Anna, violinista prodígio de apenas nove anos, e o gaúcho Gabriel Figueiredo nos palcos, de apenas 14 anos. Ele ganhou o Youth American Grand Prix em Nova York em 2013 e bolsa na escola John Cranko, em Stuttgart, na Alemanha.

O Quebra-Nozes conta a história de Clara, que ganha um boneco quebra-nozes no Natal. Brincando com o boneco, ela adormece e entra em um mágico universo onírico. Além da história geral, alguns detalhes podem variar de acordo com a versão que a companhia escolhe montar.

O espetáculo fica em cartaz até dia 21 de dezembro no Teatro Alfa (Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 - Santo Amaro), sexta às 21h30, sábado às 17h e 20h e domingo às 15h e 18h. Os ingressos variam de R$ 25 a R$ 110. #Entretenimento