Fundada em 26 de Agosto de 1978 como Academia de Letras e Artes de S. João de Meriti, no salão nobre da Câmara Municipal da cidade, e registrada em cartório como sociedade civil de caráter cultural sem fins lucrativos. A ideia surgiu da necessidade de reunir nomes expressivos que se destacavam nas letras e nas artes no município de São João de Meriti. O encontro providencial entre o doutor Antônio de Carvalho e os professores Ney Garcia da Costa e Maria das Graças Gomes Neves, na residência desta, elaborou-se uma lista preliminar dos que preenchiam as condições de acadêmicos. Outros encontros definiram os primeiros membros da ALAM.

Convocada a assembleia de instalação, todos os que assinaram a alusiva ata se firmaram como fundadores da entidade. São eles: Maria das Graças Gomes Neves; Josias Moreira Nunes; Alberto Geremias da Silveira Menezes; Abílio Texeira de Aguiar; Emmanuel dos Santos Soares; Pedro Loureiro; Antônio Hélio Ribeiro de Oliveira; Artur Fialho e Wagner de Andrade Cortaz.

O ano de 1984 até o ano de 1986, ocorreu o passamento da presidência da ALAM, que a partir daí então sofreu uma inatividade até o ano de 1999, ano em que o Doutor Antônio de Carvalho, já prefeito da cidade, sendo grande entusiasta da cultura, acionou a Secretaria de Cultura, através do secretário Leonardo de Carvalho e do subsecretário Gêneses Pereira Torres, para que a reativassem a ALAM, o que foi possível pela contribuição, entre outros dos fundadores Maria das Graças Gomes Neves, Josias Moreira Nunes, Ney Garcia da Costa, Wagner de Andrade Cortaz e Pedro Loureiro. A nova diretoria para o biênio 1999 até 2001, ficou constituída de: Presidente: Maria das Graças Gomes Neves; 1º vice-presidente: Josias Moreira Nunes; 2º vice-presidente: Ney Garcia da Costa; 1º secretário: Gênesis Pereira Torres; 2º secretário: Guilherme Peres de Carvalho; 1º Tesoureiro: Wagner de Andrade Cortaz; 2º Tesoureiro: Edson Vinhas da Silva.

No ano de 2013, após um outro período de inatividade a ALAM, foi reconstituída com o nome de Academia de Letras e Artes Meritiense, sofrendo alterações do seu antigo registro, porém a sigla permanece a mesma. A nova direção para o biênio de 2013 até 2015 ficou constituída de: 1º Presidente: Josias Moreira Nunes; 1º vice-presidente: Wagner de Andrade Cortaz; 2º vice-presidente: Suely dos Santos Valadão; 1º Secretário: Gênesis Pereira Torres; 2º Secretário: Elineide Cordeiro de Melo; 1º Tesoureiro: Guilherme Peres de Carvalho; 2º Tesoureiro: Pedro Ferreira da Silva; Conselho Fiscal: Emílio Nunes do Amaral, Semblano Moacyr de Oliveira Campos e Euzo Pereira da Silva.

As Academias de Letras e Artes localizadas principalmente na Baixada Fluminense é uma maneira de mostrar a todos que a periferia da grande cidade localizada no Rio de Janeiro tem seus valores na cultura.