Ontem se encerrou mais uma temporada do badalado The Voice Brasil, e dessa vez, foi a vez da dupla serteneja Danilo Reis e Rafael, e, mais uma vez, paira aquele mistério: ganharam, mas e depois? Essa dúvida procede, visto que a maioria desses vencedores, donos de vozes de todos os estilos, se deparam com uma dura realidade: por não serem compositores, terão que batalhar por novas composições ou então ficarão regravando antigos sucessos, se tornando, no máximo, intérpretes.

Nesse aspecto, o outro reality musical da Globo, o Superstar foi, sem dúvida, mais ousado, ao abrir espaço para a apresentação de novas bandas, dando liberdade para que apresentassem repertório próprio, como foi o caso da Balda Malta que, em pouco tempo, já emplacou um hit em uma das novelas da Globo.

Publicidade
Publicidade

Diante disso, qual é, afinal a contribuição que esses programas de calouros, uma fórmula antiga de programa que veio da era de ouro do rádio e que vai persistindo, ao longo dos anos, nas programações das principais emissoras de #Televisão ao longo das décadas, vem dando à atualização e o enriquecimento da história musical de nosso país? Quantos vencedores não ficaram pelo caminho e quantos não vencedores acabaram sedimentando suas carreiras?

O que a cena musical no Brasil mais precisa para se perpetuar no tempo? De novas vozes para fazer releituras de antigos clássicos para as novas gerações ou de novos compositores que semeiem novas ideias e acompanhem os novos tempos em que vivemos? E olha que paradoxalmente vivemos tempos estranhos na indústria da #Música, em que com o fim das grandes majors, a disseminação da pirataria e com o surgimento da internet que facilitou a gravação e a divulgação de novos trabalhos, houve uma pulverização nunca vista na nossa história, com o surgimento de artistas no mundo inteiro, a todo momento, todos disputando espaço na área.

Publicidade

Do duelo entre a qualidade versus a quantidade, como separar o joio do trigo? Esse será o desafio que a dupla sertaneja do The Voice Brasil, Danilo Reis e Rafael terá que lidar a partir de hoje, e que desafio!!!! #Mídia