Na virada do ano todos nós traçamos algumas metas para os próximos 365 dias do ano novo. Fazer um novo curso, voltar para a academia (e não faltar), economizar pra fazer aquela viagem tão desejada e mais uma lista de coisas. E com o CEO do Facebook não é diferente. 

Uma das resoluções de Mark Zuckerberg para 2015 é ler mais. Para alcançar essa meta, ele criou no último dia 3, um clube do livro virtual no Facebook. Com o nome 'A Year of Books', a página já tem mais de duzentos e trinta mil likes. Mark propôs a si mesmo e a pessoas do mundo todo, o desafio de ler um livro a cada quinze dias, ou seja, 24 #Livros por ano e discutir sobre ele na página.

Publicidade
Publicidade

Para quem adora ler (eu), pode parecer pouco, mas isso é um grande incentivo para quem não tem tempo pra ler ou para quem deseja retomar a leitura.  

Segundo o criador do Facebook, 2015 será o ano dos livros. "Vamos ler um novo livro a cada duas semanas e discuti-los aqui. Nossos livros vão enfatizar o aprendizado de novas culturas, crenças, histórias e tecnologias. Sugestões para novos livros são sempre bem-vindas. Nós pedimos que todos que participam leiam os livros e nós vamos moderar as discussões e os membros do grupo para nos mantermos focados", escreveu ele na página do clube.

O primeiro livro do desafio é 'The End of Power' (O Fim do Poder), do venezuelano Moisés Naím. O autor já escreveu mais de dez livros sobre política internacional e economia e ex-editor da revista Foreign Policy.

Publicidade

O livro, com 300 páginas e publicação em março de 2013, discute as mudanças mundiais desde metade do século XX. Através da análise do papel das novas tecnologias, o livro procura explicar o porquê do poder ser tão transitório atualmente. 

Influenciados por Mark, vários leitores saíram em busca do livro sugerido. Isso fez com que os exemplares físicos do livro se esgotassem na Amazon (ficando na oitava posição de livros mais vendidos) e em terceiro lugar como o livro mais procurado da Barnes & Noble. O audiobook de 'The End of Power' alcançou a primeira posição de livro mais vendido de não-ficção, na iTunes Store.  #Inovação #Literatura