Milão é toda elegância e luxo, você pronuncia o nome da cidade e pensa logo no quadrilatero della moda (o bairro das melhores lojas de moda no mundo), nos #Negócios do câmbio e na fantástica semana do design onde a cidade toda faz festa. No entanto, a segunda maior cidade da Itália é muito mais.

Milão oferece alguns dos museus cívicos mais ricos e interessantes do país como o Museo del 900, inaugurado o ano retrasado. Um incrível programa de exposições e coleções, teatros sempre lotados e dentre dos mais lindos e famosos do mundo, como o teatro Alla Scala, onde cantaram e dançaram a maioria das mais importantes figuras teatrais dos últimos 200 anos. Não deixe de visitar o Duomo di Milano, símbolo incontestado da cidade e umas das maiores catedrais no mundo que teve seis séculos para ser concluído e inclui centenas de estátuas esculpidas e pináculos.



Porém Milão merece ser visitada em 2015 por outras razões também.

Publicidade
Publicidade

Nos últimos anos a cidade mudou: o mesmo tecido urbano está evoluindo. Arranha-céus dão a impressão de passear por uma cidade moderna e cosmopolita e subúrbios menos conhecido como Isola com os seus restaurantes antigos e modernos, ou Bovisa e a sua cultura alternativa, San Siro e as pousadas antigas ou o Navigli com o charme antigo dos canais projetados pelo Leonardo da Vinci junto com um bom drink: são cada vez mais símbolo de uma cidade multiétnica e multicultural que ponta a ser um dos centros cruciais do mundo moderno.



2015 é também o ano da Expo. Milão vai acolher milhões de pessoas com Exposição universal para comemorar as excelências da italianidade: comida, bebida e cultura. Os mais de 1,1 milhões de metros quadrados da feira serão projetados como uma cidade clássica do império romano, com ruas simétricas, um canal e um grande lago artificial cercado por pavilhões.

Publicidade

A feira que começará em maio e durará seis meses  onde se poderá explorar e conhecer o Futuro District Food, com demonstrações culinárias que se terão todos os dias e no "fuori fiera"  se terão milhares de eventos de músicos e dançarinos de rua e as cidade oferecerá aos seus visitantes o melhor dela. Em Milão, em 2015, descobriremos o que iremos comer em 50 anos. #Turismo #Europa