O estilo musical que é #Moda hoje em dia no meio dos adolescentes é o chamado funk, que vem do estilo Miami Bass ou Melô. Este estilo foi sendo difundido no Brasil após o sucesso de muitos cantores famosos como Stevie B,Jonny O e Tony Garcia, que foram artistas de sucesso na década de 90 com músicas trazidas do Dj Marlboro para os bailes do Rio de Janeiro. Logo alguns cantores nacionais surgiram com o chamado Bonde de Galeras.

Nas ruas da periferia dos Estados Unidos, os adolescentes dançavam o verdadeiro funk ao som de muitos artistas como a Banda Africa Bambata. Mas o que está acontecendo com nossos adolescentes que se aventuram na carreira musical - que são cada vez mais artistas de pornografia sonora - é o resultado da falta de senso em suas letras.

Publicidade
Publicidade

Nos ônibus nas ruas, o que vemos são meninos e meninas cantando com prazer as músicas de seus artistas preferidos e combinando de irem aos bailes onde podem desfrutar à vontade das danças que são cada vez mais eróticas. Mas o que vale é a diversão. O que não é legal neste assunto é como são as mensagens que eles passam ao público.

A linguagem obscena está sendo cada vez mais explícita na boca dos jovens através das letras de funk. E o que muitos pais dizem é que não há nada a ver uma coisa com a outra, pois acreditam que a letra não é motivo para a depravação, apenas se a pessoa for fraca e fizer tudo aquilo que diz em suas letras.

Os cantores cantam também o estilo ostentação, em que aparecem com lindas mulheres e carrões de luxo, mansões e tudo que um artista de sucesso obtém isto.

Publicidade

Esse é estilo copiado de muitos rappers norte americanos e as letras não são diferentes, mas nos Estados Unidos a lei é imposta para que todos os artistas coloquem em seu CD a indicação aos pais: "Parental Advisory: Explicit Content" ("Aviso aos pais: Conteúdo explícito").

Aqui no Brasil, as letras são muito mais pesadas, chegando a ser de verdadeiro gemido sexual quando os cantores colocam em suas músicas vozes de garotas simulando o ato. Acredita-se que não há limites para esta juventude, já que as vendas estão lá no alto e os shows, lotados. #Educação #Família