Sendo o carnaval uma festa popular, é preciso que as pessoas tenham consciência do seu verdadeiro sentido, que é de proporcionar alegrias e descontração, juntamente com as pessoas que ocupam o mesmo espaço. O carnaval de Salvador é uma festa condicionada ao descanso mental, de aproximação entre seus familiares e amigos, e de interação com outras pessoas.

Outro fator preponderante é a possibilidade de arrecadação de mais recursos financeiros, oriundos de turistas, estrangeiros e nacionais, que usufruem de nossa rede hoteleira, consomem nossos produtos, das mais variadas espécies, desde alimentos ao vestuário, e desfrutam de nossas praias e de nossos pontos turísticos. Mas o carnaval para Salvador é muito mais que a parte financeira, é uma junção de alegria e satisfação, pois as pessoas esquecem, momentaneamente, de seus problemas, e se entregam totalmente à alegria, com muito alto astral, onde todos se contagiam com essa vibração positiva, e se tornam uma massa homogênea de felicidade. 

Nosso carnaval tem por característica a participação ativa do “povo”, nas ruas, nos camarotes e nos blocos carnavalescos, sendo ele também uma parte importante do evento, pois sem a sua presença, não seria relevante a participação dos trios elétricos, dos cantores e das bandas musicais.

Apesar desta festa ter um cunho de interação social, algumas pessoas agem de maneira errônea, com atos e atitudes violentas, desprestigiando o verdadeiro sentido do Carnaval. Existem alguns indivíduos que exageram na bebida, acarretando em comportamentos inadequados; outros, com más intenções, se aproveitam do aglomerado de pessoas, para praticarem pequenos furtos nos foliões e também têm os que utilizam drogas ilícitas, e acabam provocando ações que ferem o bem comum de todos.

Esperamos que nesse carnaval as pessoas estejam imbuídas de bom senso, agindo de maneira civilizada e harmoniosa, transformando as ruas de Salvador em uma explosão de alegria. Mas para atingir este objetivo, é necessário que as pessoas comunguem os mesmos ideais de paz e amor ao próximo.  #Turismo #Opinião