Começaram nesta segunda-feira (19), as inscrições da primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições podem ser feitas até quinta-feira (22). Durante esse período, o candidato pode fazer alterações em suas opções (principalmente, se observar que tem nota inferior à nota de corte do curso de interesse), sendo válida a última alteração feita.

Encerrado o período de inscrição, o sistema automaticamente seleciona os candidatos melhor classificados de acordo com as notas no Enem e demais ponderações. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 26. Esta edição terá apenas uma chamada regular e a lista de espera.

Publicidade
Publicidade

Podem se inscrever, estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na edição 2014 e tiveram nota superior a zero na redação. Na hora da inscrição é necessário informar número de inscrição e senha usados no Enem. Quem esqueceu a senha, pode recuperá-la no site do Enem.

É através do Sisu, sistema informatizado do Ministério da #Educação, que as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas às pessoas que participaram do Enem.

No total, serão oferecidas 205.514 vagas em cinco mil, seiscentos e trinta e um cursos de cento e vinte e oito instituições públicas de educação superior (universidades federais, universidades estaduais e institutos tecnológicos). São quatro os tipos de graduação:

Bacharelado - forma um profissional que poderá atuar de forma mais ampla no mercado (atividade acadêmica, profissional ou cultural).

Publicidade

Licenciatura - indicado para quem quer atuar como professor no ensino fundamental e médio.

Tecnológico - para quem quer atuar em área profissional específica.

ABI - dá a possibilidade do estudante escolher entre duas ou mais formações acadêmicas, após concluir um conjunto básico de disciplinas.

Dessas vagas, 40% delas (82.879) destinam-se a estudantes que tenham estudado todo o ensino médio em escolas públicas (Lei de Cotas). Além dessa Lei, algumas instituições também praticam reserva de vagas por ações afirmativas, como maior índice para negros, indígenas ou pardos ou vagas para deficientes e quilombolas. São doze mil, oitocentas e vinte e cinco vagas reservadas para ações afirmativas nos institutos e universidades.

Os participantes que não forem selecionados na primeira edição, podem participar do próximo processo seletivo do Sisu, no início do segundo semestre.

Inscrições: na página Sisu - Ministério da Educação