O maestro norte-americano, mas nascido na Estônia, Paavo Jarvi, comandou a Orquestra de Paris, na reabertura do Paris Philharmonie Concert Hall na quarta-feira, 14/1. Este momento estava sendo aguardado com expectativa pelos franceses, especialmente aqueles que apreciam os renomados concertos que a Orquestra costuma apresentar. Após 8 anos de espera, finalmente aconteceu a volta para sua casa.

A sala de concerto esteve fechada por 8 anos para uma reforma que custou 386 milhões de euros (cerca de R$ 1,2 bilhão), valor três vezes maior do que foi previsto no seu orçamento inicial.

Esta reabertura foi bastante festejada na França, país que prestigia este tipo de acontecimento.

Publicidade
Publicidade

A imprensa francesa deu destaque para a noite de gala. Personalidades nacionais como artistas, escritores, músicos, intelectuais, políticos e empresários estiveram presentes.

Uma orquestra tipicamente parisiense

A Orquestra de Paris - Orchestre de Paris - foi fundada em 1967, tendo sua sede e base na capital francesa. Geralmente suas apresentações acontecem no tradicional Teatro Mogador.

Em 1967, aconteceu a separação da Orchestre de la Société des Concerts du Conservatoire, quando parte de seus integrantes formou a Orquestra de Paris. Coube ao maestro Charles Munch a incumbência dar à capital francesa uma nova orquestra, o que aconteceu com o surgimento da Orchestre de Paris. Mas a fatalidade impediria Munch de permanecer na função e dirigir a Orquestra por muito tempo. Em 1968 ele faleceu.

Publicidade

Herbert von Karajan foi então escolhido para suceder Munch. Ele permaneceu nesta função como conselheiro musical até o ano de 1971. Outros nomes renomados estiveram na direção, como Sir Georg Solti, Daniel Barenboim e Semyon Bychkov. Já como conselheiro artístico esteve de 1998 a 2000, Christoph von Dohnányi.

Desde 2000 Christoph Eschenbach foi o diretor musical da orquestra até 2010. Paavo Järvi assumiu esta importante função a partir de 2010. A Salle Pleyel, desde 1998, foi a sede da orquestra, mas a iniciativa privada, forçou sua saída ao adquirir este local. Em 2002, o Théâtre Mogador passou a ser a sede.



#Música