A cidade acorda correndo, com seu céu cinza, devorada por homens e mulheres sem tempo para parar um momento e olhar o que acontece ao redor. Cada vez mais, sair para a rua tem sido um caos. Carros buzinando; gritaria; pessoas correndo e esbarrando sem se olharem. Tentando quebrar um pouco com essa monotonia maçante das grandes cidades surgiu o Txturbano, idealizado pelos publicitários Luiz Buzetto e Felipe D'Sousa.

A proposta é simples, mas o resultado é surpreendente. Fazer intervenções poéticas, colando poemas pelas ruas. O projeto teve início em São Paulo, mas hoje já se espalha por várias cidades do Brasil, pois os criadores incentivam as pessoas a espalharem poemas por aí.

Publicidade
Publicidade

Os poemas são fotografados e postado nas redes sociais.

No último Natal, o projeto resolveu inovar novamente. Contagiados pelo espírito natalino, embrulharam alguns presentes e espalharam pela cidade com frases como: "Papai Noel mandou te dar isso!", "Será que são meias? Abre ai e descobre!".

As frases variam de letras de músicas, poemas, sentimentos espontâneos, #Dicas para o dia a dia.

Imagine estar andando pela rua, com pressa, e encontrar colado num poste:

"Não morra de saudades, morra de amor"

"De todos os becos e ruas, queria me perder na esquina do seu coração"

"E se traficarmos amor?!"

Talvez o mais interessante do projeto seja o espaço que ele dá a poesia, a #Literatura. Pessoas que muitas vezes não leem, acabam esbarrando com um poema. O Txturbano possibilita que os sentimentos se espalhem pra pessoas.

Publicidade

A livraria virou um poste e as palavras são mais acessíveis. Você pode tentar correr. Ignorar todo mundo o dia inteiro. Só que quando sentar no metrô e começar a contar as horas para chegar em casa, pode dar de cara com um poema. E quando isso acontecer, não adianta mais nem tentar fugir, o poema já reverberou em você.

Se você quiser, fique à vontade para dar um tempo no seu computador, saia um pouco para a rua e deixe um poema no primeiro poste que você encontrar. A próxima pessoa que passar por ali, agradece.