Adaptar qualquer livro para o #Cinema é uma tarefa sempre difícil, pois quem leu o livro sempre reclama que faltou tal cena ou que determinada cena deveria ter sido feita de outra maneira, enfim, é um desafio para qualquer diretor, principalmente quando o autor acompanha a produção, colabora com o roteiro e recebe carta branca da empresa que produz o filme (Universal) para interferir nas cenas. Pois é, foi isso o que aconteceu com o filme 'Cinquenta Tons de Cinza'.

Esse foi o desafio que a diretora Sam Taylor-Johnson encarou ao aceitar dirigir o longa, que é uma adaptação da obra de E. L. James. Ela assumiu a responsabilidade de agradar aos fãs da trilogia e ao mesmo tempo fazer um filme que pudesse ser visto por uma parcela maior de pessoas - o que não aconteceria se o filme fosse idêntico ao livro.

Publicidade
Publicidade

Confira algumas mudanças feitas no filme que já arrecadou mais de R$ 680 milhões em bilheteria no mundo. Não leia se você ainda não assistiu ao filme (spoilers).

Diferenças entre o filme e o livro

1. A falta de alimentação de Ana é menos aparente no filme. O assunto é tocado nas cenas em que Kate rouba o sanduíche dela e quando Christian a carrega quando saem do Quarto Vermelho. No livro, os problemas de alimentação de Anastasia são mais focados e ajudam a enfatizar o fato dela se parecer fraca e não conseguir cuidar dela mesma. 

2. Quando Christian aparece na loja em que Ana trabalha, ele não compra um macacão.

3. A deusa interior de Ana nunca aparece no filme. A crítica Sheri Linden disse em seu texto que o filme tem mais força ao excluir o monólogo interior de Ana, que parece uma auto-paródia no livro.

Publicidade

4. A sequência da negociação do contrato é diferente. Ao invés de excluir as partes excêntricas do contrato no hotel, Ana marca uma reunião de negócios com Grey. Ela usa um vestido sensual, igual no livro, mas encontra Christian em seu escritório para discutir os limites do contrato.

5. Na cena do jantar em família, o filme não mostra que Christian rouba a roupa íntima de Ana e a pergunta se ela está sentindo falta de algo. Ela vai para o jantar da família dele sem calcinha, mas o filme omite esse detalhe.

6. Na sequência, eles se encaminham para a casa de barcos e todos aguardam a cena quente que está no livro, mas nada acontece. Com certeza, a cena foi excluída devido à classificação que o filme ganhou.

7. No filme, Christian e Ana não escutam Britney Spears no carro. É uma passagem rápida no livro, mas que ajuda a explicar a quem não leu o livro o porquê de Ana não gostar das mulheres que Christian já teve (uma delas colocou música da Britney no iPod dele). No filme, sua irritação é focada em Mrs.

Publicidade

Robinson.

8. No livro, a despedia de Christian e Ana é pontuada com as frases: "Adeus, Christian." "Ana, adeus". Ana então é levada para casa por Taylor, que entrega um lenço a ela para que ela seque as lágrimas quando eles param em um semáforo e a deixa em casa. No filme, as últimas palavras trocadas entre eles, antes do elevador se fechar, foram alteradas para "Christian" e "Ana", e assim o filme termina.

9. O trabalho de Ana no SIP não é tocado no filme, o que deve ter sido deixado para ser focado em 'Cinquenta Tons mais Escuros'.

10. No longa, Christian não é tão mostrado como um perseguidor. Suas mensagens de 'ligue-me', por exemplo, não são mostradas no filme e nem o GPS que ele usa pra rastrear Ana.

Mas ainda assim, o filme é melhor do que o livro, segundo crítica americana.  #Famosos #Livros