O adolescente Felipe Mota dos Santos tem apenas 13 anos, mora em Barreiras, cidade do oeste da Bahia. Ele não completou o ensino médio, porém já é considerado o mais jovem universitário brasileiro. Felipe foi aprovado no curso de Engenharia da Computação da #universidade Federal da Paraíba (UFPB), ao obter a nota de 669,32 no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio).

Felipe dos Santos luta agora na Justiça pelo direito de frequentar a Universidade no segundo período, já que conquistou a vaga, após ter sua nota inclusa no Sistema de Seleção Unificada (SISU).

Delbo Coardo, advogado de defesa do estudante, afirma que o caso do jovem é único, Ele tentará, mediante autorização judicial, a garantia da vaga de Felipe para o 2º período, tempo que o rapaz utilizará para cursar o CPA-Supletivo e finalmente conquistar o diploma do ensino médio.

Publicidade
Publicidade

Felipe Mota dos Santos afirma que desde os 12 anos desejava fazer inscrição para o ENEM, mas adiou os planos para 2014, quando conseguiu ser aprovado.  Aos 12 anos o jovem cursava o sétimo ano do ensino fundamental e foi convencido pela mãe a prestar o exame apenas em 2014, quando estava na 8º ano do ensino fundamental.

Felipe acrescenta que só iniciou os estudos preparatórios para o ENEM em meados de 2014, depois que já estava mais "tranquilo" em relação ao andamento de suas notas na escola. " O ENEM é uma prova muito extensa e queria me dedicar exclusivamente ao concurso", disse o provável mais jovem universitário brasileiro.

Felipe comentou que estava bastante nervoso e preocupado no dia da prova, por isso "só" acertou 44 das 90 questões propostas. Foi então que resolveu aproveitar a prova de matemática (sua disciplina favorita) no dia seguinte, e acertou 35 das 45 questões.

Publicidade

O menino afirmou que gosta de escrever e foi muito bem em redação e português. "Achei muito fácil" - disse Felipe, que tirou nota de 760, em redação.

O adolescente já sonha com a vida na Universidade e imagina como os colegas olharão para ele. "Serei visto como um gênio, mas na verdade sou um ser humano normal, com desejo de aprender, crescer e acrescentar algo a este mundo. Em breve estarei vivendo na Paraíba, realizando um objetivo, dos muitos que tenho".

Felipe Mota dos Santos agora espera somente pela resposta da Justiça, para realizar no prazo de 6 meses o supletivo e depos ser calouro de Engenharia da UFPB. Boa sorte para ele! #Educação #Vagas