Desde a repercussão na mídia do uso de #Animais em experimentos pelo Instituto Royal, em São Roque, no final de 2013, as escolas estaduais da região decidiram arregaçar as mangas e fazer algo em prol dos direitos dos animais e do cuidado com os bichinhos.

As primeiras atividades foram realizadas pela equipe no início do ano passado e trouxeram dicas sobre saúde, castração e medicação dos animais, bem como uma mostra das atividades desenvolvidas pelos alunos. No final do ano passado, em parceria com a APE (Ações Preventivas na Escola), os próprios estudantes elaboraram oito histórias inéditas que trazem mensagens de conscientização à população.

Publicidade
Publicidade

Ilustrados por um ex-aluno da rede estadual, os quadrinhos aconselham sobre o cuidado com os bichinhos, principalmente cães e gatos e alerta sobre o abandono desses animais. O projeto faz parte do Ame+ Ani+, iniciativa que deu nome ao gibi e é desenvolvida na Diretoria de Ensino da região desde 2014.

O gibi será lançado no Catavento Cultural, em São Paulo, amanhã, dia 26, a partir das 13h, e contará com sessão de autógrafos dos escritores mirins, além de apresentações musicais e palestras sobre o tema.

A ideia é distribuir, posteriormente, exemplares para toda a rede estadual, que serão usados pedagogicamente. O material terá data de lançamento também na região de São Roque, no dia 20 de março.

A ação, que fortalece a importância do tema, é, acima de tudo, uma maneira de despertar o lado criativo das crianças e jovens nas escolas estaduais.

Publicidade

Além disso, ensinam aos estudantes a boa convivência com os colegas e as pessoas ao redor e incentivam a criação de diversos projetos extra-curriculares.

Dicas

Entre as dicas presentes no gibi, estão:

- Não maltratar os animais;

- Dar carinho;

- Ter consciência dos cuidados antes de adotar;

- Não abandoná-los;

- Denunciar maus tratos;

- Ajudar animais de rua, seja alimentando-os ou levando-os a locais que possam abrigá-los, como escolas ou casas de adoção.

Embora as dicas pareçam simples e repetitivas, devemos estar atentos aos direitos de nossos animais e dar ouvidos aos autores mirins. #Entretenimento #Educação