Nascido em 1945, em Ripley, na Inglaterra, Eric Clapton faz parte da história do rock e do blues. Nesta segunda-feira, 30, o lendário guitarrista completa 70 anos. Mesmo completando seu septuagésimo aniversário, ele está longe de pensar em aposentadoria, ao contrário, pois em maio lança seu novo trabalho "Forever Man".

Clapton é um dos maiores nomes de uma rica geração de músicos. Já vendeu 129 milhões de álbuns e trabalhou com grandes contemporâneos, como: Frank Zappa, The Beatles, Aretha Franklin, Mark Knopfler e Bob Dylan. Criou hits de muito sucesso, dentre eles: I Shot The Sheriff, Lay Down Sally e a balada Wonderful Tonight.

Publicidade
Publicidade

Em 2003, a revista Rolling Stone colocou seu nome em segundo lugar entre os 100 maiores guitarristas de todos os tempos, ficando atrás apenas de Jimi Hendrix e à frente do guitarrista do Led Zeppelin, Jimmy Page.

Problema com álcool, perda do filho e superações

Aos 17 anos, Clapton entrou para a banda The Roosters. Mas o álcool começou a atrapalhar sua carreira. "O único problema era que eu me agarrava desesperadamente a uma garrafa e quase perdi totalmente o controle", admitiu o músico em sua autobiografia Minha Vida, publicada em 2007. O problema com a bebida era tão sério que foi necessário passar por vários tratamentos de desintoxicação do álcool

No entanto, nada conseguiu acabar com a carreira do homem que foi batizado como o "Deus da Guitarra", nem mesmo a trágica morte de seu filho.

Publicidade

"Conor era uma criança bonita, com cabelos loiros como o meu naquela idade e olhos castanhos", registra Clapton sobre seu filho. A criança de quatro anos caiu de uma janela do 53º andar de um prédio em Nova York no ano de 1991.

Pouco tempo depois, ele lançou uma canção que lamentava a morte do filho: Tears in Heaven, que se tornou sucesso mundial. "Quando nos encontrarmos no céu, lá ao seu lado, você me reconhecer, você me chama pelo meu nome, como aqui?", diz a canção.

Sua vida de estrela do rock poderia ser objeto de estudo sociológico ou mesmo psicológico. Suas relações com as mulheres são tão lendárias quanto seu "lado lento" na guitarra, mas tudo isso está ligado à cultura do rock'n'roll. Ele se tornou pai de cinco filhos, fruto do relacionamento com três mulheres diferentes, das quais, só se casou com uma.

#Famosos #Música