O filme 'Rocky, Um Lutado', lançado em 1976, que tornou Sylvester Stallone um astro do #Cinema, volta a ser exibido no Brasil, 39 anos depois. A ação faz parte do projeto da rede Cinemark, que desde 2014 vem reexibindo clássicos do cinema em suas salas espalhadas pelo país. Dentre as películas já resgatadas pela rede, estão: 'O Poderoso Chefão', de Francis Ford Coppola, 'O Iluminado', de Stanley Kubrick, 'Pulp Fiction - Tempo de Violência', de Quentin Tarantino, dentre outros filmes.

'Rocky, Um Lutado' será exibido em três sessões, a primeira neste sábado, 28, às 23h55, a segunda no domingo, 29, às 12, e a terceira na quarta-feira, 1º, às 20h.

Publicidade
Publicidade

Os ingressos serão vendidos nas bilheterias nos dias de cada sessão. Eles também poderão ser retirados no site da Cinemark.

O novo herói americano

Em 1976, os Estados Unidos viviam sob forte ressaca da derrota na Guerra do Vietña (1955-1975). O saldo negativo do combate foi desastroso para os norte-americanos, que testemunhavam o nascimento de uma geração traumatizada, sem perspectiva de sucesso na vida. Foi dentro desse contexto que 'Rocky, Um Lutador' chegou aos cinemas e arrebatou o público.

A história, dirigida por John G. Avildsen (o mesmo que posteriormente lançou a saga 'Karatê Kid'), e roteirizada pelo próprio ator Sylvester Stallone, conta a história de um fracassado lutador, Rocky Balboa (Stallone), que é desafiado pelo atual campeão mundial de Boxe, Apollo Creed (Carl Weathers), para uma luta valendo o cinturão.

Publicidade

Rocky vence e devolve aos americanos a fé nas conquistas.

Polêmica no Oscar

Talvez por esse resgate do sonho americano, a academia de cinema de Hollywood tenha preferido dar a 'Rocky' a estatueta do Oscar, deixando de lado concorrentes de peso naquele ano, como: 'Rede de Intrigas', de Paddy Chayefski, 'Táxi Driver', de Martin Scorsese e 'Todos os Homens do Presidente', de Alan J. Pakula, filmes reconhecidamente melhores, o que gerou enorme polêmica na época.

De fato, 'Rocky' parece bobo perto desses clássicos, mas é justamente essa simplicidade que o torna grande, sobretudo, se comparado às sequencias que o sucederam, feitos para levantar a bandeira política de um EUA em plena Guerra Fria. A única bandeira que o filme original levanta é a do povo americano, que respondeu de forma significativa com uma ótima bilheteria.

Com o passar dos anos, a película se tornou Cult para cinéfilos em todo o mundo. #Entretenimento