Quando Arthur Conan Doyle criou Sherlock Holmes em 1887, não imaginaria a perenidade do personagem. Tanto é que tentou matar o personagem em The Adventure of the Final Problem e a revolta dos leitores da época o obrigou a ressuscitar o detetive para mais uma série de aventuras. E em pleno século XXI, Sherlock está mais vivo do que nunca, visto a quantidade de versões dele em séries e filmes que foram lançadas nos últimos anos.

Guy Richtie trouxe Robert Downey Jr. como protagonistas em Sherlock Holmes (2009). Apesar de a aventura acontecer na Era Vitoriana, o ritmo imprimido pelo diretor é atual, trazendo um detetive longe da fleuma britânica tradicional, mas um maluco genial se envolvendo em uma escalada de perigos envoltos em uma atmosfera steampunk.

Publicidade
Publicidade

Embora esta renovação trouxesse um personagem interessante, dificilmente nele se reconhece Holmes, lembrando às vezes um Tony Stark antes de seu tempo, devido à nterpretação de Downey Jr. A película teve uma sequência em 2011.

Quase simultaneamente lançou-se Sherlock, série da televisão inglesa que trouxe ao estrelato Benedict Cumberbacht e Martin Freeman, respectivamente, nos papéis de Holmes e Watson, que teve sua estreia em 2010 e traz o personagem para a contemporaneidade, mas mantendo as características essências das tramas e personagens. A série tem o formato inusitado de três episódios por  cada temporada bastante espaçada. Com isso consegue manter roteiros e efeitos muito mais cinematográficos que televisivos. Para os sherlockianos mais tradicionais há várias referências de contos e romances ganhando versões atuais.

Publicidade

Assim como a TV britânica fez em Sherlock, a estadunidense CBS criou em 2012, Elementary, que também traz o detetive para o século XXI. Nesta Versão Sherlock, que vive em Nova Iorque e que após longo período de reabilitação por uso de drogas passa a dividir apartamento com a Dra. Joan Watson. Entre as mudanças evidentes, a que mais causou frisson entre os fãs foi o transporte de Sherlock para os EUA e a transformação de Watson em uma mulher. Embora não tenha alcançado o sucesso de sua contraparte britânica, tem público cativo e trouxe inovações interessantes.

O mais recente é Mr Holmes que estreará nos cinemas britânicos em junho de 2015. O filme trará Sir Ian McKellen interpretando um Sherlock, que aos 93 anos de idade irá ter que enfrentar, além do declínio de suas habilidades mentais, um caso que trará estranhas recordações de uma aventura de seu passado. Ao apresentar o herói idoso e em um mundo bem distante da Era Vitoriana, a película promete uma visão diferenciada do Sherlock.

Publicidade

Estas encarnações recentíssimas do detetive mostram o quanto uma grande personagem é atemporal, podendo transcender gerações fascinando gerações de leitores e cinéfilos.E apresentam que nada substitui no coração do público, personagens ricos e histórias bem desenvolvidas. E por estes fatores, pode-se acreditar que Holmes e Watson atravessarão os séculos por vir. #Entretenimento #Seriados #Cinema