A casa do escritor modernista Mário de Andrade será reaberta ao público no próximo sábado (23), oferecendo diversas oficinas de cultura. Situada na Rua Lopes Chaves, 546, na Barra Funda, em São Paulo, a casa passou por reformas e trás em sua reinauguração a oportunidade do público conhecer um pouco mais sobre a história do escritor, cuja morte completa 70 anos em 2015.

Mário de Andrade foi um intelectual de grande influência na cultura nacional. Ele é autor de 'Macunaíma', romance de 1928, no qual o escritor trata brilhantemente do multiculturalismo no Brasil.

Nascido em 09 de outubro de 1893, em São Paulo, Mário estudou piano, chegando a dar aulas e compondo obras musicais.

Publicidade
Publicidade

Mário de Andrade também foi pesquisador, escreveu para revistas e jornais, além de atuar como crítico de artes. O escritor era especialista em inúmeras culturas e folclore, ele também tinha paixão pelos livros.

Em 1917, Mário publicou seu primeiro romance, sob pseudônimo de Mário Sobral: "Há uma gota de sangue em cada poema", uma defesa da paz e uma crítica à Primeira Guerra Mundial. Mário foi um dos ícones da Semana de Arte Moderna de 1922 e será homenageado na Flip 2015, a Festa Literária Internacional de Paraty, cidade localizada no sul do Estado do Rio de Janeiro.

A exposição tem o nome "Morada do Coração Partido" e seu curador é Carlos A. Calil, ex-secretário de Cultura de São Paulo. Durante a reforma, o imóvel e seus pertences passaram por um grande processo de restauração, objetivando a permanência da exposição.

Publicidade

A casa de Mário de Andrade, novo espaço cultural de São Paulo, oferecerá atividades de forma regular (oficinas literárias e de escrita), além da apresentação de filmes, peças e apresentação de shows de teatro, dança e saraus.

A Oficina Cultural foi inaugurada em 1990 para estudos de #Literatura, jornalismo, teatro, aulas de redação e leitura, saraus, palestras e recitais. Nomes famosos e respeitados da Literatura Brasileira já passaram por lá, como: Ruth Rocha, Lygia Fagundes Telles, João Cabral de Melo Neto e Ignácio de Loyola Brandão.

A entrada no espaço será gratuita, um incentivo à cultura e à leitura de forma especial. #Entretenimento