O Dançabilita, evento realizado no domingo, dia 17, em Recife no bairro de Boa Viagem, tem como objetivo disseminar a ideia de que não há barreiras para a dança e, por quase 2h 30, diversos grupos se apresentaram dividindo os aplausos de uma plateia atenta, que culminou com um emocionante texto da realizadora.

O projeto foi apresentado pela terapeuta ocupacional e professora de dança do ventre, Renata Tarub e uma trupe de dançarinos e dançarinas, que realizaram um espetáculo de singular beleza no #Teatro Mendonça Filho, localizado no Parque Dona Lindu.

Vários grupos se revezaram em criativas performances e entre eles​, incluídas, pessoas que de alguma maneira não teriam acesso à dança que por algum motivo enfrentaram obstáculos para iniciar ou dar seguimento à prática, seja por falta de incentivo e oportunidade ou preconceito, seja por algum problema físico e até mesmo por questões de gênero ou de idade.

A acessibilidade física foi permitida por meio de rampa e elevadores e acessibilidade comunicacional, por meio de intérprete de libras e audiodescricão. Além de contar com a participação de grupos de dança de Recife, com integrantes com deficiência e sem deficiência, nesta edição, contou com a participação da bailarina de São Paulo Isete Najla, que sofreu amputação do braço esquerdo ainda na infância e hoje em dia é proprietária de um espaço onde ministra aulas de dança do ventre.

Renata conta que a inspiração para o projeto partiu de sua própria história de vida, os problemas que teve ao nascer a fez crescer com o objetivo de que um dia ajudaria a pessoas com dificuldade e lembra, em seu discurso no final da apresentação, que o significado do seu nome é RENASCER.

O projeto Dançabilita, segue agora para o seu terceiro ano e esperamos que siga adiante por muitos anos e incentive cada vez mais as pessoas a encontrarem na dança uma forma de inclusão e bem-estar social, pois traz também, como objetivo secundário, o intuito de despertar o interesse de profissionais da saúde e educação a desenvolverem trabalhos inclusivos no âmbito da dança, estimulando a possível capacitação de outros profissionais interessados.

#Entretenimento #Arte