O #Cinema nacional não se beneficiou do evidente crescimento da renda dos filmes exibidos no Brasil. A informação foi divulgada pela Agência Nacional de Cinema em relatório de acompanhamento apresentado ao Governo Federal e a imprensa especializada.

Ainda de acordo com a Ancine, as salas de cinema receberam no país cerca de 156 milhões de espectadores no ano passado, com a renda de aproximadamente R$ 2 bilhões. Ambos, público e renda, são bem maiores do que os obtidos no ano anterior, em 2013.

Em 2015, o aumento conquistado em 2014 vem se mantendo, porém, ainda sem apresentar benefícios para o cinema nacional. Quem comanda o crescimento das vendas de ingressos nas salas de cinema do Brasil ainda são as grandes produções de Hollywood.

Publicidade
Publicidade

Segundo a Ancine, o crescimento do parque exibidor no país, com o surgimento de mais salas de cinema, em várias cidades, inclusive, do interior, onde era menos comum haver cinemas, não contribuiu para que aumentasse também o público de filmes brasileiros. Em quase todas elas ainda reinam os filmes norte-americanos, como os atuais líderes de bilheteria: Pixels (Sony Pictures) e Homem-Formiga (Disney / Buena Vista). #Entretenimento #Filme