O Centro de #Arte Contemporânea Inhotim é um complexo impressionante que possui modernas galerias de arte e numerosas esculturas ao ar livre em Brumadinho, cerca de 60 km de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais. Esta atração turística foi inaugurada em Outubro de 2006 e está em constante expansão.

É uma enorme área que se tornou um projeto de jardim do paisagista Burle Marx, com cerca de 5000 espécies de plantas - 28% de todas as espécies de plantas que existem na Terra.

Neste jardim, são mais de 500 obras de arte de artistas nacionais e internacionais de renome, como: Helio Oiticica, Cildo Meireles, Chris Burden, Vik Muniz, Matthew Barney, Janet Cardiff, Anish Kapoor, Adriana Varejão, Tunga e Olafur Eliasson, entre outros.

Publicidade
Publicidade

Inhotim tem 110 hectares de área de visitação, o que significa que você não será capaz de visitar o parque inteiro em um dia. Se você estiver em Belo Horizonte, e tiver um dia de folga, com certeza que você vai aproveitar a visita. Mas, se o seu destino principal é Inhotim, uma visita de três dias é a melhor escolha. Desta forma, você pode andar, refletir e apreciar a paisagem sem pressa e vai ter tempo para experimentar cada obra de arte

Em Inhotim você vai descobrir um lugar que é único no mundo. Há pavilhões de difusão da arte contemporânea ao longo de um vasto jardim botânico. É quase impossível descrever, você realmente tem que estar lá para sentir isso. Desde que o museu foi aberto ao público, mais de 1 milhão de pessoas já foram, e o lugar já tem espaço na cena de arte contemporânea do mundo.

Publicidade

É um híbrido cultural, onde as galerias de arte são cercadas por palmeiras, flores, lagos e montes de bancos de madeira. Você pode passear à vontade através do parque, assistir a programas diários executados por pessoal treinado nas artes visuais e guias de ciência natural. Os restaurantes e cafés do local são excelentes.

Muitos dos pavilhões são obras de arte em si - um parece um iglu, outro uma laje de concreto flutuante - e as exposições que vão desde o fascinante, como um labirinto de espelhos escondidos na floresta, ao absurdo, como um jardim enxadas. Inhotim já foi chamado de um zoológico da arte, a Disneyland cultural e um Parque Jurássico para a arte contemporânea. Instalações Inhotim exigem o envolvimento direto entre o espectador e o objeto de arte.

É quase impossível ter uma experiência de visualização passiva. Nada pode prepará-lo para a beleza de tirar o fôlego de Inhotim, o segredo mais bem guardado no Brasil para os amantes da arte contemporânea. É certamente um lugar inesquecível.

*Todas as fotos foram tiradas pelo autor. #Blasting News Brasil