Um gênero que vem perdendo força ao longo do tempo no #Cinema é o terror. As produtoras parecem ter perdido a criatividade para honrar os longa-metragens, que até a década de 1990, eram os maiores responsáveis por deixar todo mundo acordado, com muito medo.

O que há hoje, em sua maioria, são remakes de clássicos como: 'Nightmare', 'Halloween', 'Carrie' e 'Friday the 13th', que não conseguem sequer reproduzir a atmosfera fantasmagórica de antigamente. 

'Friday the 13th' ('Sexta-Feira 13' no Brasil) é um clássico do terror surgido nos anos de 1980, nos Estados Unidos, dirigido por Sean S. Cunningham. O filme foi acusado de ser uma cópia de 'Halloween' (1978) e até hoje brinca com o imaginário dos amantes do terror no mundo inteiro.

Publicidade
Publicidade

O primeiro #Filme da saga foi gravado no acampamento de Nobebosco, em New York. A gravação durou 28 dias.

Originalmente o filme se chamaria “A Long  Night  at  Camp Blood”, o que logo foi descartado pelos produtores, que acharam o nome extenso e sem impacto na mídia. Então, eles decidiram pelo simples e impactante, assim, surge a franquia 'Friday the 13th'.

O que muitos não sabem é que a saga tem em seu primeiro filme, não Jason como assassino, mas sim, a senhora Voorhees, mãe do serial killer, que é considerada pela crítica a mulher assassina mais lembrada do gênero terror, seguida pela senhora Bates (Psicose).

Lançado em 9 de maio de 1980, 'Friday the 13th' contou com o orçamento curto de  apenas 500 mil dólares e bateu recorde de bilheteria. Aclamado pela crítica, o mesmo alcançou em seu primeiro filme da franquia a marca de 39.754.601 milhões de dólares, que era uma quantia enorme, se for levado em consideração o cenário sócio-político e econômico daquele ano.

Publicidade

Atualmente, a franquia possui 9 filmes clássicos, mais 'Jason X', 'FreddyXJason'  e 'Jason',  sendo esse último lançado em 2009 como remake do carro chefe de 1980. No total, os filmes do Serial Killer [mais famoso do mundo] arrecada até hoje a quantia de 500 milhões de dólares, pois o eterno assassino ainda mexe com o imaginário dos amantes do terror.

Em análise mais profunda sobre o cinema de gênero terror, mais especificamente a saga 'Friday the 13th', é possível observar que em ambas as filmagens, tanto a de 1980, como a de 2009, foram tomados vários cuidados com a essência do filme e com o personagem do notório assassino imortal da franquia, Jason. É possível observar também os recortes feitos em ambas as filmagens, como, por exemplo:

'Friday the 13th' 1980: Conta-se a história do filme no ponto de vista da mãe de Jason, que é a Serial Killer da primeira filmagem e que é destacado no filme a vingança dela pelo filho. O foco da história em 1980 se baseia na sede de vingança da Senhora Voorhees, que mata quase todos os personagens, exceto a protagonista, que a mata nas últimas cenas do filme.

Publicidade

'Friday the 13th' 2009: A temática do filme muda de foco. Logo no início, há uma breve história contada sobre a mãe de Jason, morta logo nas primeiras cenas do filme por outra atriz que interpreta a cena final do filme de 80, quando é cortada a cabeça da senhora Voorhes, mostrando assim a inversão dos papéis. Se em 1980 a mãe vingava a morte do filho, em 2009, Jason vinga a morte da mãe. 

Cenas sensuais, jovens usando drogas e bebendo, são de praxe em filmes de terror, mas Jason  tem seu diferencial porque mostra como funciona a mente de um psicopata. Levado a acreditar, por sua mãe já falecida, que ele só morreu por descuido de pessoas que estavam praticando atos libidinosos, o assassino se tornou bem mais sanguinário e impiedoso do que no filme de estreia.

Porém, muitos amantes do filme acreditam que nenhuma outra refilmagem, apesar de ser muito boa, jamais substituirá a atmosfera que era transmitida pela franquia original. #Curiosidades