Na lista dos 10 #Livros mais vendidos em agosto de 2015, de acordo com a Publish News, a novidade é que os livros de colorir - que se mantiveram nos primeiros lugares da lista dos livros mais vendidos há vários meses - perderam os dois primeiros lugares para livros nacionais. A presença desse estilo de livro entre os livros mais vendidos sempre gera discussão, pois alguns leitores acham que eles não devem ser considerados livros, já que não são obras literárias. No dicionário, livro é "obra de cunho literário, artístico, científico etc. que constitui um volume [Para fins de documentação, é uma publicação não periódica com mais de 48 páginas, além da capa.]". Então vamos lá.

Publicidade
Publicidade

Confira a lista.

Top 10 livros mais vendidos em agosto no Brasil

  • 1º lugar: Não se iluda, não (Isabela Freitas)

A sequência de 'Não se apega, não' foi o livro mais vendido do mês de agosto. Em 'Não se iluda, não', Isabela dá sequência às histórias dos personagens do primeiro livro. Foram vendidos 26.820 exemplares.

  • 2º lugar: Philia (Padre Marcelo Rossi)

O livro que fala sobre os dez males da humanidade está entre os 10 livros mais vendidos desde março. Em agosto, ultrapassou as vendas dos livros de colorir e subiu uma posição. Vendeu 22.417 unidades.

  • 3º  e 4º lugares: Jardim Secreto e Floresta Encantada (Johanna Basford)

Perdendo seu reinado, os dois volumes dos livros que viraram febre no Brasil perderam posições para obras nacionais. Os dois juntos venderam 37.367 exemplares.

Publicidade

Os livros de colorir foram os responsáveis pelo aumento na venda de livros no primeiro semestre de 2015, em comparação com o mesmo período do ano passado.

  • 5º lugar: A Mágica da Arrumação (Marie Kondo)

Parece que os brasileiros estavam precisando de algumas dicas de arrumação. Por isso, 14.664 unidades do livro que ensina como se desapegar de coisas materiais desnecessárias foram vendidas. 

  • 6º lugar: Ansiedade: Como enfrentar o Mal do Século (Augusto Cury)

O livro de autoajuda do psicoterapeuta Augusto Cury vendeu 14.090 exemplares. No livro, ele apresenta aos leitores os sintomas e as consequências da Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA).

  • 7º lugar: O pequeno príncipe (Antoine Saint-Exupéry)

A obra continua entre os livros mais vendidos no Brasil. Com o lançamento da adaptação para os cinemas em 20 de agosto, a venda da obra (13.970 exemplares) ganhou mais força. 

  • 8º lugar: Abilio (Cristiane Correa)

O livro, que vendeu 13.099 exemplares, conta os bastidores do processo de saída de Abilio do Pão de Açúcar.

Publicidade

Os leitores encontrarão no livro detalhes da disputa familiar pelo controle da companhia e outras histórias.

  • 9º lugar: Cidade de Papel (John Green)

Impulsionado pelo lançamento do filme em junho, Cidades de Papel vendeu 11.817 unidades em agosto.

  • 10º lugar: Número Zero (Umberto Eco)

A obra que reconstitui histórias em torno do golpe de Estado de Junio Valerio Borghese, do assassinato do papa João Paulo I, da CIA, entre outras, vendeu 10.923 exemplares. Nele, o leitor fica sem saber se as histórias foram inventadas ou gravadas ao vivo.

Confira os 20 livros mais vendidos em 2015 no Brasil  e os mais vendidos de julho. #Entretenimento #Literatura