Uma das maiores autoridades mundiais em egiptologia, o arqueólogo e professor inglês Nicholas Reeves, afirma que o túmulo da Rainha Nefertiti deve ser encontrado em breve.

Considerada a mulher mais importante do antigo Egito depois de Cleópatra, a também lendária Nefertiti teria os seus restos mortais depositados em um compartimento secreto da tumba do “Faraó Menino”, Tutankamon ou Tut como era chamado. Tanto que a partir desta semana, o egiptólogo trabalhará exaustivamente no Vale dos Faraós em Luxor, no sentido de homologar como verdadeira a sua hipótese. 

De acordo com o portal Yahoo, seu trabalho deverá ser facilitado com o fechamento do túmulo do faraó mais famoso, Tutankamon, para uma ampla restauração conduzida pelas autoridades egípcias, o que proporcionará a Reeves maior suporte e aparato logístico para que ele vasculhe também pela tumba de Nefertiti.

Publicidade
Publicidade

Dizem o costume e tradições locais, que a rainha era detentora de uma #Beleza singular e que desempenhava papel religioso e político, isto no século XIV a.C. Mas o seu corpo nunca foi encontrado.

Akhenaton, o faraó que precedeu ao seu filho Tutankamon, ficou famoso e lembrado por ser o governante responsável por introduzir o monoteísmo frente ao panteão de deuses do Egito Antigo, no caso o culto ao deus do sol, Aton e além de tudo isto, Akhenaton foi o esposo de Nefertiti.

Para Reeves que é egiptólogo em uma universidade do Arizona nos EUA, o túmulo real de Nefertiti  se encontraria em um cômodo escondido junto ao túmulo de Tutankamon. As autoridades do Egito depositam tanta confiança no trabalho do inglês, que Mamduh al Damati, que é o ministro das Antiguidades egípcio, a mesma autoridade que encabeça o fechamento do túmulo de Tutankamon para restauração, disse recentemente que Reeves trabalhará com um dos "melhores egiptólogos do governo do Egito, participando de uma vistoria ampla no interior da tumba de Tutankamon, pois as pinturas em murais da câmara mortuária de Tut poderiam abrigar 2 portas camufladas", o que era desconhecido por todos até o momento.

Publicidade

Uma das portas conduziria ao "quarto funerário intocado de Nefertiti e a outra passagem iria até um compartimento desconhecido, que poderia ser uma área de estocagem” relatou o estudioso inglês. Mais informações serão fornecidas em outubro, durante uma entrevista para a imprensa do país e do exterior no Cairo com os resultados prévios do que possivelmente será descoberto até então.

De acordo com as autoridades egípcias, somente após esta 1.ª fase de trabalho é que será feita uma 2.ª investigação das estruturas dos túmulos e adjacências com o auxílio de um scanner vindo diretamente do Japão para esta empreitada. Enquanto isto a rainha Nefertiti e o faráo Tutankamon devem continuar no seu “sono eterno”. #Turismo #História