O perfil oficial no Instagram @renoir_sucks_at_paintinig (Renoir é um droga de pintor, em tradução livre) do movimento, que pede justiça cultural, traz diversas críticas ao trabalho do artista francês. Diversas manifestações já foram realizadas na porta de museus. A ultima que aconteceu em Nova Iorque, nesta semana, apontou que o fim de Renoir está próximo. O perfil tem mais de 9.000 seguidores e entre os comentários há pedidos para que eles se manifestem em outras cidades e suplicas contra o vandalismo.

Pierre August Renoir foi um pintor francês do final do século XIX que trabalhou sob o movimento artístico impressionista, e é contado entre seus principais artistas.

Publicidade
Publicidade

Suas principais obras são marcadas por pinceladas fortes e ligeiras, característica deste movimento. O impressionismo também influenciou pintores brasileiros, como Eliseu Viscontini e Almeida Júnior

“Este perfil traz um sorriso pro meu rosto todos os dias. Inspirada” surge nos comentários da ultima postagem, que sugere erro no desenho da anatomia humana na obra no pintor. “Este perfil é idiotice” afirma outro comentário.

O criador do perfil no Instagram, Max Geller, afirma que não é nada pessoal, mas que não gosta da obra do pintor que, segundo ele, atenta contra o nome das Belas Artes e não deseja que o seu país seja pervertido pela visão dos seus quadros.

Família e admiradores defendem o pintor

A tataraneta do pintor, Genevieve Renoir, defendeu o artista e respondeu a Geller comentando em uma das postagens.

Publicidade

"Quando as obras do seu tataravô forem avaliadas em US$78.000.000... ai você pode criticar. Enquanto isso, é seguro dizer que o mercado já falou e Renoir não era uma droga de pintor"

Em uma das manifestações organizadas pelo grupo, um jovem surgiu segurando, em uma mão, um cartaz que dizia “JeSuisPierreAugust” e na outra “Você pode tomar nosso Renoir quando arrancar suas obras de nossas mãos mortas”, em defesa ao pintor. Em uma postagem, o movimento afirma que as contra manifestações eram esperadas.

No Brasil

Doze obras de Renoir estiveram no Brasil este ano com a mostra "#Arte da França: de Delacroix a Cézanne" no Museu de Arte de São Paulo, que expôs 200 anos de arte francesa, junto de outros artistas como Picasso, Degas, Toulouse-Lautréc e Monet. Por lá não houve manifestações do tipo. #Curiosidades #Tendências