Que Adele é um fenômeno de vendas, isso não é novidade. Seu álbum "21" ao longo de anos têm figurado as listas de álbuns mais vendidos, sendo ele o álbum mais comercializado do atual século. Vencedora de vários Grammys, e até mesmo de um Oscar, Adele acaba de voltar ao cenário musical com seu novo disco, intitulado "25".

Logo ao lançar o primeiro single, "Hello", Adele já mostrou seu poder fonográfico. A #Música de trabalho já vendeu mais de 3 milhões de cópias mundialmente, incluindo físicas e digitais. Essa semana ela lançou o álbum, e os recordes chegaram cedo.

Em apenas quatro dias, o "25" vendeu somente nos Estados Unidos um total de 2,43 milhões de cópias, e muitos apontam que em mais três dias ela feche com um total de 3 milhões de discos vendidos somente nos Estados Unidos, quebrando o recorde da banda NSYNC, de álbum mais vendido da história da indústria fonográfica americana em uma semana de estreia.

Publicidade
Publicidade

O sucesso não é só na terra do Tio Sam, mas também no mundo. No Reino Unido, o disco já vendeu mais de 500 mil cópias em apenas quatro dias de vendas na terra da Rainha Elizabeth. Existe uma expectativa de que mundialmente o álbum alcance 5 milhões de discos vendidos na semana de estreia, e que venda até mesmo 10 milhões até o final do ano.

Desde o início do século XXI que a indústria fonográfica tem tido problemas em vendas de álbum, sobretudo, devido à pirataria, mas parece que isso de forma alguma atinge Adele. O seu primeiro álbum, '19', vendeu cerca de 7 milhões de cópias, e o seu segundo e mais #Famosos álbum, o '21', vendeu média de 30 milhões.

Além disso, Adele é dona de singles muito bem sucedidos, como: 'Rolling In The Deep', 'Someone Like You' e 'Make You Feel My Love', regravação de um clássico de Bob Dylan.

Publicidade

O "25" vem sendo aclamado por crítica e público, que já clamam para que as músicas 'When We Were Young', 'Send My Love (To Your New Love)', 'Million Years Ago' e 'All I Ask' se tornem músicas de trabalho e ganhem clipes. Eis que Adele é ou não é a grande salvadora da indústria da música atual? #Entretenimento