Não foram poucos os cancelamentos de turnês por causa dos ataques terroristas em Paris acontecidos na última semana. Um dos focos dos atentados foi a casa de shows Bataclan, durante apresentação da banda de rock Eagles of Death Metal. Foram 70 mortes registradas durante o show.

Pouco depois dos ataques, o Ministério da Cultura da França pediu que a banda Motörhead não se apresentasse no domingo, dia 14. Por meio da sua conta no Facebook, a produtora Gérard Drouot Productions comunicou o adiamento do show e anunciou que em janeiro a apresentação deve acontecer.

"Depois dos trágicos acontecimentos em Paris, o Ministério da Cultura tomou a decisão de fechar o Zenith Paris-La Villette. O show do Motörhead foi adiado, provavelmente para o dia 21 de janeiro. Vamos confirmar este adiamento em breve.

Todos os nossos pensamentos são orientados para as vítimas e suas famílias, Bataclan, Nous Prod (produtora), Mercury Music Group (gravadora) e Eagles Of Death Metal."

Outra banda que alterou o calendário de apresentações foi o Deftones.

Publicidade
Publicidade

O grupo se apresentaria exatamente na casa de shows Bataclan, alvo dos terroristas. Eles cancelaram a turnê europeia, que passaria ainda pelo Reino Unido e pela Alemanha. 

O Deftones anunciou a decisão pelo Facebook, na página oficial da banda. Para eles, o sentimento é de alívio já que, no dia 13 - quando os ataques aconteceram -, eles estavam no Bataclan horas antes do ocorrido.

"Alguns de nós estávamos no Bataclan, e o resto de nossa família a apenas alguns quarteirões de distância. Nós estivemos em Paris várias vezes e tivemos alguns dos nossos melhores shows nesta cidade. Dito isto, e com nossas profundas condolências, amor e respeito aos atingidos, e a todos com os quais compartilhamos este planeta, precisamos voltar para casa, para nossos entes queridos. Retornaremos à França quando for apropriado."

Já o maior anúncio de cancelamento, no entanto, ficou por conta do Foo Fighters.

Publicidade

O grupo liderado por Dave Grohl cancelou o restante da turnê de divulgação do álbum "Sonic Highways". Também pelo Facebook, a banda explicou o motivo da decisão:

"É com profunda tristeza e preocupação com todos em Paris que somos forçados a anunciar o cancelamento do restante da nossa turnê. À luz desta violência sem sentido, do fechamento das fronteiras e do luto internacional, não podemos continuar agora. Não há outra maneira de dizê-lo. Isso é loucura e é uma droga. Nossos pensamentos e orações estão com todos os que foram feridos ou que perderam um ente querido."

Ainda receberiam shows do Foo Fighters as cidades de Turim (Itália, no dia 14), Paris (França, no dia 16), Lyon (França, no dia 17) e fecharia em Barcelona (Espanha, no dia 19).

O Simple Plan também tinha apresentação marcada para a capital francesa no dia 16. A banda norte-americana estava se preparando para viajar no horário dos atentados, mas achou melhor cancelar os planos. 

"Nós viajaríamos para a cidade neste sábado, mas por causa dos trágicos eventos de hoje, temos que cancelar nossos planos. As fronteiras francesas estão fechadas. Planejamos voltar à França assim que possível; se a situação mudar, esperamos mostrar nosso apoio aos fãs franceses até o fim da semana", palavras do guitarrista Jeff Stinco em entrevista à revista Billboard.

Publicidade

E o evento 24 Hours of Reality and Live Earth aconteceria no horário dos atentados, no dia 13. Seriam 24 horas de apresentações transmitidas online diretamente dos pés da Torre Eiffel, com participação de nomes importantes como Elton John e Duran Duran. #Entretenimento #Música #Terrorismo