Os vilões geralmente são personagens interessantes e que geram muita discussão. Diante dos mocinhos, suas atitudes são sempre assimiladas como pura maldade pelos espectadores, mas será que é mesmo pura maldade?

É curioso pensar que muitas histórias de Hollywood trazem personagens maus em interpretações controversas. Muitos vilões traçam uma cruzada de sangue para acabar com injustiças sofridas por eles ou por seus semelhantes. Esses "Justiceiros" agem de acordo com seus instintos para chegar a um objetivo pessoal. Entretanto, há sempre alguém que cruza o caminho desses personagens para tentar acabar - e na maioria absoluta das vezes consegue - com os ideais de justiça deturpados. Pensando nisso, escolhemos cinco famosos vilões que se analisados de perto podem ser vistos como "mocinhos".

Publicidade
Publicidade

Confira.

Raoul Silva - 007 - Operação Skyfall

O personagem excêntrico de Javier Bardem lembra a loucura apresentada no derradeiro personagem Coringa, de Heath Leadger. No entanto, há grandes diferenças ideológicas entre eles. Silva era um agente que foi entregue para o governo Chinês como moeda de troca e foi brutalmente torturado. Após uma tentativa de suicídio, ele consegue escapar e procura vingança. Em qualquer outro #Filme, a jornada do personagem seria vista como uma forma heroica, mas James Bond está em seu caminho. A brilhante interpretação de Javier também ajuda muito na inversão de valores proposta pelo personagem.

Governo dos Estados Unidos - ET - O extraterrestre

Quem não se lembra ou já viu trechos desse filme? O carismático extraterrestre encontrado por um garoto que faz de tudo para mantê-lo a salvo é uma história muito bonita, mas que precisa de um antagonista, que no caso é o governo americano.

Publicidade

Agora pense: se uma entidade do outro planeta chega à terra, imagine os tipos de bactérias ela pode carregar? O procedimento correto neste caso seria por o ser vivo em quarentena para evitar qualquer tipo de contaminação. Duvida disso? Basta lembrar ou pesquisar sobre os primeiros contatos do portugueses com os índios nativos do Brasil ou a chegada dos europeus à América.

As máquinas - Matrix

A história de Matrix aconteceu em um mundo devastado após uma guerra contra as máquinas. No passado, essas mesmas máquinas eram tratadas como escravos para realizar diversas atividades para os seres humanos. No entanto, com a evolução da inteligência artificial, os robôs se tornaram auto-suficientes e passaram a lutar contra o abuso dos humanos. Perceberam que originalmente eram os vilões da história?

É certo que as máquinas tiveram uma vingança grandiosa - pois fizeram humanos de escravos e os mantinham como um tipo de bateria, mas todas essas ações foram desencadeadas a partir da postura humana em relação as máquinas.

Publicidade

Edward Rooney - Curtindo a vida adoidado

Em muitos casos os vilões são apenas pessoas normais tentando manter a ordem. Esse é o caso do diretor da escola onde Ferris Bueller estudava, o sarcástico e atrapalhado Edward Rooney. Qual é o papel do direto em uma escola? Manter a ordem e se assegurar que os alunos recebam a melhor educação dos professores. Então, se não fosse por Ferris, Edward Rooney poderia ser um herói. Talvez se o garoto tivesse seguido seus conselhos não teria destruído a Ferrari do pai de seu amigo Cameron.

Roy Batty - Blade Runner

Outra máxima dos vilões é que eles geralmente foram colocados em situações injustas. No caso de Roy Batty, o replicante assassino do clássico Blade Runner, uma situação adversa foi o estopim para sua trajetória. Batty e outros replicantes são forçados a morrer por caprichos de seu criador. Como bem sabemos, todos querem sobreviver as adversidades e viver bem. Mesmo tendo métodos extremos, as motivações do personagem são heróicas para seus semelhantes. #Arte