Praticamente todo mundo que já tenha tido acesso a televisão, cinema ou outro meio semelhante já assistiu ao menos um desenho ou filme produzido pelo estúdio Disney, uma vez que a empresa foi fundada em 1923.

Com mais de 90 anos de existência, a Disney trouxe à vida histórias que estão presentes no cotidiano de praticamente toda criança – e adultos também –, sempre enfatizando que não importa o que aconteça, as dificuldades serão superadas, o bem vencerá o mal e os bons viverão “felizes para sempre”.

Porém, as versões originais dessas histórias não poderiam ser mais diferentes das que são apresentadas, pois comumente terminam de forma trágica, sendo até um pouco macabras.

Publicidade
Publicidade

A seguir, são apresentadas as versões originais de 3 dos mais conhecidos contos, que já foram produzidos pela Disney.

Bela Adormecida

A versão original, de Giambattista Basile, de 1634, conta que a princesa não furou o dedo com uma agulha: um pedaço de linho fica preso embaixo de sua unha, o que a torna aparentemente morta. Então um rei, passando pelo local onde ela se encontrava, a estupra. A Bela Adormecida engravida depois do abuso, e ainda inconsciente, dá à luz a 2 crianças. Um de seus filhos acidentalmente remove o pedaço de linho de sua unha, acordando-a.

Ao descobrir o fato, a esposa do rei estuprador tenta assassinar e literalmente comer, mas sem sucesso, os dois filhos originados no crime. Por causa da tentativa de homicídio e canibalismo, o rei manda queimar sua mulher viva, e se casa com a Bela Adormecida.

Publicidade

Chapeuzinho Vermelho

A versão francesa mais antiga conhecida, de Charles Perrault (1697), conta que o lobo mau não esconde a vovó de Chapeuzinho em um armário. Ao invés disso, ele a devora e toma seu lugar. Quando a menina chega, o lobo a convence, antes de devorá-la também, a ficar nua com ele sobre a cama da vovó.

A conotação sexual é tão explícita que, inclusive, existe uma expressão usada hoje em dia no idioma francês que se refere ao ato de uma garota perder a virgindade, que está relacionada diretamente com a história original: “elle avoit vu le loup”, o que quer dizer “ela viu o lobo”.

Branca de Neve

Uma das versões existentes, dos irmãos Grimm, de 1812, diz que o Príncipe Encantado encontra Branca de Neve, já envenenada pela maçã que comeu, deitada em um caixão de vidro, e decide transportar seu corpo. Quando os servos do príncipe tropeçam e derrubam o caixão, a maçã, que ainda estava presa na garganta da princesa, se desloca e ela volta à vida.

A madrasta de Branca de Neve vai ao seu casamento com o Príncipe, e como vingança, o casal obriga a mulher a dançar sobre uma linha feita de brasas, usando sapatos de ferro, que esquentam até ficarem incandescentes, matando-a. #Curiosidades