Desta vez foi o Museu da Língua Portuguesa, o palco de um incêndio, que começou ontem, 21 de dezembro 2015, por volta das 16 horas, supostamente causado por um curto circuito, quando era feita a troca de uma luminária. Praticamente todo o prédio do Museu foi atingido, apesar dos esforços de mais de 100 membros do Corpo de Bombeiros que estiveram no local. O resultado final foi mais um ícone da cultura que virou cinzas.

O Museu da Língua Portuguesa foi inaugurado em 20 de março de 2006, contava com recursos interativos e audiovisuais excelentes, tendo sido muito procurado pelo público e por escolas que mantinham visitas programadas ao local.

Publicidade
Publicidade

Foi construído em parceria com a Fundação Roberto Marinho e o #Governo do Estado de São Paulo.

Em seus mais de 9 anos de funcionamento, consolidou-se como um dos mais visitados Museus no Brasil e América do Sul. Em janeiro de 2014 o museu ganhou mais uma novidade: a Sala Futura. O espaço contava com uma vasta midiateca, interagindo com a tecnologia e o conteúdo audiovisual do Canal Futura.

O Museu contava ainda com Apresentações Gratuitas de contadores de histórias, pequenos espetáculos teatrais e musicais, cursos gratuitos voltados ao estudo e compreensão da Língua Portuguesa, seminários e outros elementos da cultura voltados para a Língua Portuguesa.

O Museu contava ainda com o apoio de Educadores que respondiam a perguntas feitas durante a visitação. Dispunha também com sistema de guarda-volumes, oferecido de forma gratuita. As pessoas, que visitavam o Museu, saiam apaixonadas pela Língua Portuguesa.

Publicidade

Outros incêndios culturais

Em 2008, foi a vez do memorável Teatro Cultura Artística, localizado na cidade de São Paulo, na Rua Nestor Pestana, 236 e pertencente à Sociedade de Cultura Artística. Após um incêndio de causa não comprovada, em 17 de agosto de 2008, o teatro foi destruído e, consequentemente, desativado.

Faz pouco mais de dois anos que, em 29 de novembro de 2013, um incêndio destruiu o auditório do Memorial da América Latina, na Barra Funda, Rio de Janeiro. Em final de julho deste ano, ou seja, quase dois anos após o incêndio, a reforma do auditório não havia começado. A burocracia do governo não permitiu uma ação mais eficaz para tratar de um ícone da cultura.

Reconstrução

A curadora Isa Ferraz afirmou que o Museu conta com backup da maior parte do acervo digital. O governador do Estado, #Geraldo Alckmin, afirmou que o Museu da Língua Portuguesa será reconstruído.

Resta a população cobrar pelas providências, para que essa declaração não caia no esquecimento, assim será possível escrever, todos os verbos relacionados ao Museu, no presente do indicativo. #Educação