Com a chegada das festas de fim de ano, seja #Natal ou Réveillon, a busca por presentes aumenta e o comércio agradece. Apesar de ser considerado um país onde o interesse pela leitura está muito abaixo do esperado, o Brasil registra aumento nas vendas de livros e se mostra um grande celeiro da produção literária, contando com nomes consagrados como Paulo Coelho até estreantes, como é o caso do escritor João Gabriel Brene, ou simplesmente J.G. Brene.

Autor da trilogia “Johnny Bleas – Um Novo Mundo” (Editora Pandorga – 2015), Brene concorda que nesse período o leitor está mais sensível à fantasia que o livro cria e por isso ocorre o aumento das vendas nas livrarias.

Publicidade
Publicidade

“É comum um crescimento no consumo de #Livros e outros produtos no final do ano. Gosto muito de presentear as pessoas com livros, imagino que é sempre um ótimo presente! Fico imensamente alegre em ver as pessoas trocando livros no Natal, pois não apenas estamos incentivando a cultura, mas como também ao dar um livro a alguém abrimos as portas para que o presenteado possa viajar em um mundo único de imaginação e sonhos”, afirma Brene.

O escritor destaca também a intensidade na interpretação das obras literárias neste período e o prazer que isso proporciona na leitura. “Quando nossos sentimentos estão mais aflorados, interpretamos tudo com mais intensidade. Começamos a ver sob uma nova perspectiva. Quando lemos um livro, e depois o relemos em outro momento da vida geralmente enxergamos coisas que em outrora não havíamos visto.

Publicidade

O que sempre torna a releitura algo ainda mais prazeroso”, afirma J.G. Brene.

Uma dimensão cheia de sonhos e aventuras

Feliz com a repercussão de seu primeiro livro publicado, Brene está otimista com o crescimento da venda de livros neste fim de ano. Em sua obra “Johnny Bleas – Um Novo Mundo” ele conta a história do jovem Johnny Bleas, que tem uma vida tranquila em uma fazenda ao lado dos tios, porém, tudo muda radicalmente quando sua tia é assassinada e ele é levado a um mundo desconhecido, Asterium, uma dimensão da Terra, que, inclusive, traz muitas semelhanças com nosso planeta.

De jovem pacato, Bleas passa a herói, pois recebe a missão de salvar Asterium e assim começa a aventura misturada à magia, em um mundo de duendes, piratas e seres que ele nunca viu antes.

“Eu não imaginava que o livro fosse conquistar os leitores da forma como conquistou. Estou muito feliz com os resultados e acredito que nesse fim de ano a procura aumente, não só pelo meu livro, mas por várias outras obras”, destaca o autor.

Publicidade

Livros para ler em 2016

O ano está acabando, mas ler é um hábito que precisa ser cultivado o ano todo. João Gabriel Brene indica alguns livros, que segundo ele, todos os leitores devem ler. Entre as obras indicadas está “O Alquimista”, do brasileiro Paulo Coelho, e “A Magia", de Rhonda Byrne, a mesma autora de “O Segredo”.  "A Magia" figura entre os mais vendidos da revista Veja e é o primeiro lugar dos livros mais vendidos no The New York Times.

Já “O Alquimista” é o 5º livro mais vendido do mundo e está há 7 anos na lista dos mais vendidos do The New York Times.

Crescimento

Apenas no primeiro trimestre deste ano, a venda de livros registrou um crescimento de 1,65% em faturamento e 3% em volume de exemplares, se comparado com o mesmo período de 2014. O preço médio dos livros caiu 1,30%, especialmente nos gêneros ficção e universitários.

O primeiro semestre de 2015 foi positivo para as vendas de livros no Brasil, registrando um aumento de 6,9% no faturamento, em uma comparação com o mesmo período do ano passado. #Literatura