Estreou nas salas de #Cinema brasileiras, nesta quinta-feira última (07 de janeiro), o filme “Spotlight - Segredos Revelados” que narra a história do escândalo da denúncia de 249 padres em todo mundo por abuso sexual de crianças, envolvendo somente na região de Boston cerca de 1500 vítimas de pedofilia e até a renúncia e transferência de um cardeal local, segundo homem na hierarquia da #Igreja Católica, para no Vaticano.

O filme relata inclusive os quatro principais casos ocorridos no Brasil nas cidades de Arapiraca (AL), Mariana (MG) Rio de Janeiro (RJ) e Franca em São Paulo.

Sinopse

O titulo do em inglês "Spotlight", cuja tradução para o português é "holofote", deixa clara a intenção do filme Segredos Revelados de trazer ao conhecimento público o esquema escandaloso de acobertamento de casos de pedofilia dentro da Igreja Católica, que incluem desde acordos ilícitos fora do conhecimento da Justiça até "imposição de silêncio" às vítimas e familiares envolvidos, esquema descoberto pelo The Boston Globe, um jornal americano maior circulação diária na cidade de Boston (Massachusetts - USA), o jornal pertence ao New York Times Company e  já recebeu 19 prêmios Pulitzer.

Publicidade
Publicidade

O jornalista Mike Rezende que protagoniza um dos papeis principais do filme e é interpretado por Mark Ruffalo ("Hulk" e “Os Vingadores”), jornalista que foi criado dentro das tradições católicas e teve papel importante nas investigações dos escândalos.

O início das investigações em 2002

Mike Rezende conta em entrevista à Folha se São Paulo que a reportagem gerou impacto na sociedade e na legislação local, que antes das revelações feitas os padre não eram obrigados a relatar este tipo de abuso, e que com o impacto da reportagem houve mudança na lei estadual, relata também que as primeiras revelações por parte do jornal foram em 2002 e envolviam cerca de 70 padres da Igreja Católica, e na mesma proporção em que reportagem ganhou evidência os números se multiplicaram em denúncias que surgiram de toda parte.

Publicidade

Casos no Brasil são citados no filme

Os casos brasileiros mencionados foram:

O caso da cidade de Mariana em Minas Gerais, que envolveu o Pe. Bonifácio Buzzi que resultou na sua condenação no ano passado (2015) a oito anos de prisão.

O caso de Franca, que envolveu o padre José Afonso, de 82 anos que foi condenado por abusar de quatro adolescentes em meados de 2010, condenado a prisão e recorre da sentença em liberdade.

O caso de Arapiraca, que envolveu o "monsenhor" Luiz Marques Barbosa (87 anos), condenado a 21 anos de prisão, que também recorreu da sentença de condenação e em cujo processo consta um vídeo do padre fazendo sexo oral em um adolescente, causando na época revolta na sociedade, o "Monsenhor Barbosa" ficou 15 dias preso e responde em liberdade.

O por último, não necessariamente relatados no filme, nesta mesma ordem, são citados os diversos casos do Rio de Janeiro, sendo o mais recente o do Pe. Edmílson Soares Corrêa, acusado de pedofilia por abusar de duas irmãs sendo uma delas menor (10 anos) e outra maior, de 19 anos de idade.

Publicidade

Prêmios e indicações

A produção já foi indicada para o Globo de Ouro e concorre em três categorias: “Melhor Filme Drama”, “Melhor Diretor” e “Melhor Roteiro”, já tendo sido contemplado por outras duas entidades importantes da critica de cinema, como American Film Institute e National Board com o prêmio “Filme do Ano” e também pelos críticos e associações semelhantes de Nova York e Los Angeles.  #Arte