Para o último final de semana de Fevereiro, o SESC Itaquera preparou intensa programação cultural gratuita e de qualidade. Peças de teatro e circo, contações de história, debates e show musical fazem parte dessa imperdível programação para toda a família.

Para começar bem o sábado, muita poesia na atividade “O Livro Canta: O Comedor de Nuvens”, das 12h às 15h na Sede Social. Último dia de homenagem ao lindo livro de Heloísa Pires Lima, o texto ganha versão cantada nas vozes e violões do Trem de Cordas, com participação de Ananza Macedo. A apresentação é a última chance de conhecer esse trabalho, que é recomendado para crianças de até 100 anos.

Publicidade
Publicidade

Logo em seguida, na Praça de Eventos, é hora de conferir a apresentação do Grupo Teatral Parlendas, com seu espetáculo Marruá. A atividade integra o projeto “Poéticas do [In]visível”, que nos convida a refletir o mundo. Trazendo narrativas de espaços de resistência por todo o país, como quilombos, aldeias e assentamentos, a peça acompanha a trajetória de uma comunidade em constante transformação. Em seguida, é possível trocar impressões e experiências com o grupo em um bate-papo.

Domingo tem apresentação de Circo com o grupo Circo Dux, do Rio de Janeiro. Com números de mágica, malabares e faquirismo, os dois atores em cena interpretam o espetáculo Zarak Show, de indicação etária livre, na Praça de Eventos, às 13h.

E para fechar com chave de ouro, tem show da Banda Nhocuné Soul, que finaliza com a atividade seu circuito de comemoração de 15 anos de banda.

Publicidade

O time integra a programação do “Zona Leste é o Centro”, que busca o protagonismo das ações de regiões periféricas que extrapolam os muros da cidade e se tornam ícones da cena cultural. Além das canções já conhecidas da banda, o repertório trará músicas de seu novo trabalho, além de contar com as participações mais que especiais dos artistas Edvaldo Santana, Tião Carvalho e do coletivo teatral Dolores Boca Aberta. Juntos, vão abrilhantar o Palco da Orquestra Mágica a partir das 17h, e prometem animar e fazer refletir seu público.

Para quem quiser curtir a programação, inteiramente gratuita, vale lembrar que o Sesc tem nova taxa de estacionamento, no valor de 20 reais. Para quem não quiser ou puder pagar o valor, vale a pena usar o transporte público ou chegar um pouco mais cedo e procurar alternativas nas imediações do Sesc. #Música #Dicas #Arte