Frank Sinatra, ícone da música mundial, não apenas abriu as portas do mundo para a música popular americana como também construiu os gostos e os anseios de uma geração inteira. Sinatra - O Chefão é o segundo volume da biografia escrita por James Kaplan. O primeiro volume, Frank - A Voz, foi lançando em 2013 aqui no Brasil.

Este segundo volume não foi apenas a comemoração do centenário, mas foi um projeto ambicioso e arriscado do autor de unir o lado humano com o mito, o mesquinho com o generoso, o refinado com o grosseiro, a sombra e a luz do saudoso Frank Sinatra em uma narrativa cheia de paradoxos e ao mesmo tempo equilibrada.

Publicidade
Publicidade

A história do livro se inicia em 1954, quando Sinatra, já maduro, conquista o Oscar de ator coadjuvante e mostra como o artista aproveitou a oportunidade para se reinventar como cantor. 

E a indústria de massa, que ainda estava se formando nos Estados Unidos, começou a explorar este novo produto, olhos azuis, voz levemente rouca, a nova face da masculinidade que fazia as mulheres suspirarem. E, claro, há muitas mulheres na biografia.

O livro, com mais de mil páginas, peca na quantidade de detalhes da vida de Sinatra. Sua passagem pela política, seu afastamento da Casa Branca, sua ligação com a máfia, sua conexão com a CIA e diversas fofocas e especulações lançadas por pessoas de credibilidade duvidosa. O leitor terá que decidir no que irá acreditar.

Sinatra - O Chefão foi lançado a tempo do centenário, que foi comemorado em dezembro de 2015. 

E o Brasil não podia ficar de fora.

Publicidade

O autor coloca em suas páginas o concerto que Sinatra fez no Maracanã em 1980 e também relata a parceria com Antônio Carlos Jobim em 1967. 

O livro foi lançado aqui no Brasil pela editora Companhia das Letras e pode ser encontrado em diversas livrarias e lojas online. Com certeza é uma das biografias que valem a pena ser lidas durante a vida.

Curiosidades sobre Sinatra

Frank Sinatra também era conhecido como A Voz (The Voice), Olhos Azuis (Blue Eyes) e Frankie.

Era filho único de imigrantes italianos.

Seu pai era analfabeto e boxeador.

Se tornou conhecido em 1943, quando assinou contrato como cantor solo com a Columbia Records.

Entrou para o Livro dos Recordes quando tocou para mais 170 mil pessoas no Maracanã, Rio de Janeiro em 1980.

Em seu epitáfio diz "The Best Is Yet To Come" ou "O Melhor Ainda Está Por Vir". #Entretenimento #Famosos #Literatura