O Spirit Awards, cuja festa aconteceu na noite de sábado, às vésperas do Oscar, festejou produções independentes norte-americanas e demonstrou poder ao premiar renegados pelo rival. O maior destaque do evento de 2016 ficou por conta do prestigiado "Spotlight - Segredos Revelados", cujo enredo é baseado em fatos reais. O escândalo virou um livro vencedor do Prêmio Pulitzer e aborda abusos sexuais contra menores de idade por membros da Igreja Católica de Boston. O caso veio à tona após profunda investigação realizada por jornalistas.

Considerado também um dos principais favoritos ao Oscar, evento que será realizado nesta noite, em Los Angeles, "Spotlight" ganhou os prêmios de melhor filme, melhor diretor (Tom McCarthy), melhor roteiro (Tom McCarthy e Josh Singer), melhor edição (Tom McArdle) e também o Robert Altman Award, destinado ao grupo que participou da produção, incluindo diretores, produtores e elenco.

Publicidade
Publicidade

O jovem Abraham Attah, logo em sua estreia nos cinemas, arrebatou o prêmio de melhor ator principal, com "Beasts of no nation", ao passo que Brie Larsson, de "O Quarto de Jack", venceu na categoria de melhor atriz. Ela está na disputa pelo Oscar e deve brigar pela estatueta dourada com as veteranas Cate Blanchett e Charlotte Rampling, além de Jennifer Lawrence e Saoirse Ronan.

Ignorado pelo Oscar, Idris Elba levou o prêmio de melhor ator coadjuvante por "Beasts of no nation", enquanto que a transexual Mya Taylor surpreendeu com o prêmio de melhor atriz coadjuvante por "Tangerine". A estatueta de melhor roteiro foi para Emma Donoghue, de "O Quarto de Jack", e Ed Lachman ganhou com a melhor fotografia por "Carol". O húngaro "O Filho de Saul" sacramentou o favoritismo ao ser celebrado como melhor filme estrangeiro.

Publicidade

O prêmio de melhor documentário foi para "The Look of Silence", e "The Diary of a Teenage Girl", de Marielle Heller, triunfou na categoria de melhor estreia.

O Spirit Awards tem um caráter muito diferenciado de outros festivais ou eventos que prestigiam o #Cinema. Com o foco voltado para reconhecer produções independentes e de baixo orçamento - com até US$ 20 milhões para serem utilizados -, a premiação raramente coincide com os agraciados pelo Oscar - ainda considerado o mais relevante "ritual" de premiações quando se trata da Sétima Arte.  #Entretenimento #Conectados