"Me diz... você sangra?"

A maior batalha entre dois ícones da DC Comics, finalmente chegou aos cinemas, e com uma pré-estréia de quinta-feira que já arrecadou 27,7 milhões de dólares, ultrapassando o filme da Marvel "A era de Ultron" que havia faturado em sua pré-estréia 27,6 milhões.

Ver Batman vs Superman: A Origem da Justiça iniciar com essa marca expressiva, tendo em vista que o Homem de Aço faturou apenas 9 milhões em sua pré-estréia, é algo animador para a Warner Bros, podendo assim, dar seguimento ao universo compartilhado da DC nos cinemas.

O Morcego de Gotham versos o último filho de Krypton: o filme começa 18 meses depois dos fatos acontecidos em Man of Steel.

Publicidade
Publicidade

Zack Snyder sabe como fazer um blockbuster e seu currículo especializado em quadrinhos falam por si.

Utilizar material de diversas HQS clássicas dos dois heróis e trazer para o mundo moderno com tons mais realistas sem perder a essência dos personagens, é algo que todos os fãs de HQS queriam desesperadamente ver nas telas de cinemas.

Existe muitas críticas positivas e negativas, inclusive embates de fãs da Marvel contra os fãs da DC Comics.

É um filme destinado aos fãs de HQS que merece ser visto com carinho e será uma tendência nos próximos anos.

Com roteiro de David S. Goyer e de Chris Terrio, o filme tem uma fórmula diferente, uma maneira diferente de se fazer um blockbuster. Para quem não conhece esse universo, talvez fique perdido na primeira vez que o assistir, tendo assim uma opinião não muito favorável.

Publicidade

Mas se rever o filme, talvez sua opinião mude drasticamente.

Zack Snyder foi inovador, audacioso. É preciso muita coragem para apresentar um blockbuster da maneira que Batman vs Superman: A Origem da Justiça foi apresentado.

Sua coragem em não seguir os mesmo parâmetros dos filmes da Marvel, que é uma fórmula já explorada, é de se aplaudir. E parece que deu certo. Todos sabem agora quem é o Superman (Henry Cavill). Todos sabem quem é o Batman (Ben Affleck) e a Mulher-Maravilha (Gal Gadot).

E falando em Mulher-Maravilha, Gal Gadot calou muitas bocas por aí. Foi um dos, senão o, ponto mais alto do filme. Lex Luthor (Jesse Eisenberg) foi um vilão psicótico muitas vezes comparado ao Coringa da trilogia de Nolan.

Doomsday foi criado de uma forma diferente das HQS, mas muito mais interessante do que se imaginava.

E o Bat-Affleck? Quem não criticou a escolha de Ben Affleck para o papel? Considerado por aqueles que viram o filme, o melhor Batman de todos os tempos. Trouxe a essência do Batman para as telas. Um Batman detetive e ninja ao mesmo tempo, que agrada a grande maioria.

Este filme é um prólogo da Liga da Justiça e cumpriu com todas as expectativas. Também tem seus pontos negativos como qualquer outro filme dessa grandeza teria. Alguns dirão: "poderiam ter feito isso, ou colocado aquilo ou... poderiam ter tirado isso ou aquilo.", mas o importante é você assistir e tirar suas próprias conclusões. #Entretenimento #Cinema #Arte