Quando foi anunciado em 2013 que o ator Ben Affleck foi o escolhido para viver o Homem Morcego em um novo #Filme, muitos fãs ficaram preocupados. Afinal, Affleck havia sido o protagonista de uma das piores adaptações de super-heróis já feitas: o filme Demolidor, de 2003, fracasso de público e crítica. Estaria ele à altura de encarnar um personagem tão icônico e complexo, ainda mais depois do sucesso da trilogia de filmes de Christopher Nolan? Ou mostraria ser como George Clooney, cujo filme de 1997, Batman & Robin, está na lista negra dos fãs do Cavaleiro das Trevas? Essas dúvidas foram sanadas, por assim dizer, a partir do momento em que começaram a sair os primeiros trailers de Batman vs Superman: A Origem da Justiça.

Publicidade
Publicidade

O longa, dirigido por Zack Snyder, faz jus aos dois maiores personagens do Universo DC. E ainda prepara o terreno para o aguardado filme da Liga da Justiça.

No filme vemos um Batman mais sombrio, agindo praticamente à margem da lei, utilizando armas e batendo sem dó, uma abordagem corajosa e acertada de Zack Snyder. Podemos perceber um claro distanciamento dos filmes de Christopher Nolan, sem qualquer traço de um Bruce Wayne playboy visto em outros filmes. É um Batman mais cru, mais visceral, bem ao estilo das histórias do personagem criadas por Frank Miller. O Superman também não é uma unanimidade no filme, sendo encarado com um misto de admiração, medo e desconfiança. Nada daquele Superman bom moço. Como visto anteriormente no filme O Homem de Aço, esse Superman é capaz de eliminar uma cidade inteira ao lutar com um único inimigo.

Publicidade

O filme contém várias atuações boas. Afleck conseguiu provar que está à altura do papel, tanto como Bruce Wayne como o Batman. Henry Cavill já havia provado que é o novo Homem de Aço e consegue manter o tom do personagem. Mas os destaques vão para Jesse Einsenberg, como Lex Luthor, um vilão cínico, psicótico e manipulador; e Gal Gadot, que calou a boca dos críticos que diziam que a atriz israelense não tinha o tipo físico apropriado para viver a Mulher Maravilha. A atriz tem uma boa presença de cena. Quando ela aparece no filme (parte da cena mostrada nos trailers) ela consegue desviar o foco para ela.

Enfim, o trabalho de Zack Snyder em apresentar a "Trindade" da DC Comics, resultou em um filme sombrio, mais adulto, sem o tom colorido dos filmes do Universo Cinematográfico Marvel. O que pode indicar uma nova era de filmes de super heróis no #Cinema. E se depender de Zack Snyder, provavelmente esse será o tom dos filmes do Universo Cinematográfico da DC. Os fãs de histórias em quadrinhos aplaudem e agradecem. E que venha o filme da Liga da Justiça. #Entretenimento