Recentemente, o canal de TV italiano RaiUno convidou o grupo de YouTubers mais influentes da Itália para um experimento, até então, inédito. Um a um, os YT subiram no palco e soltaram o verbo diante de um numeroso público, desta vez, sem direito a reedições e cortes de gravação. Muitos imaginaram que os jovens YT poderiam estranhar a tipologia de contato face-a-face com o público, mas os que assim pensaram, se engaram! YouTubers desenvoltos, público ávido e receptivo, foram essas as imagens que marcaram o passo das falas-em-tempo-real. Diferente do que acontece nos canais do YouTube, onde a métrica da qualidade exige viewers e kudos, desta vez a ovação foi instantânea.

Publicidade
Publicidade

Eram aplausos! Uma mistura de surpresa e admiração por parte da plateia.

Durante o programa, alguns Sociólogos e Professores italianos foram indagados, respondendo à seguinte questão: O YouTube pode ser considerado um espaço de difusão e expressão cultural? No entre átimo de silêncios, momentos de reflexão e pensamento, os entrevistados entoaram frases um tanto quanto inesperadas, até mesmo em tom relativamente conservador. Segundo a Socióloga "No youtube os jovens estão sujeitos a níveis de exposição social que eles nem mesmo compreendem, sendo assim precisamos policiar o modo como se expõe e até mesmo o conteúdo íntimo/pessoal que eles revelam"; e um Prof. comenta "não vejo o youtube como um espaço de expressão Cultural, mas sim como um espaço de experimentação, onde conteúdos, muitas vezes desinteressados e produzidos sem as amarras editorias, passam pelo crivo e avaliação natural dos viewers".

Publicidade

Para os jovens, no deleite da liberdade de expressão que o YouTube inspira, fica claro o choque das gerações na visão que tem sobre esta ferramenta revolucionária, tanto do ponto de vista da difusão de informação e conteúdo cultural. O YouTube, certamente, é um espaço que vai muito além da simples experimentação (sendo esta apenas uma de suas facetas), e seu papel como ferramenta de registro e difusão cultural é claro (que tal conhecer os Bayakas?).

Poderíamos nos estender e abordar muitas outras particularidades como o jornalismo alternativo, o humorismo desinteressado/engajado/político, as rodas de discussão infinitas, os canais de opiniões sórdidas e impensáveis, etc... A dimensão do YouTube como FerramentaCult é difícil mensurar. Nós mesmos, coenvolvidos, possuímos não mais que uma visão subjetiva... Parcial.

Um momento muito interessante do programa foi sua finalização. De súbito, todos os YouTubers convidados se reuniram no palco, eram doze. Naturalmente, eles se deram as mãos, sorriram, e a reação do público foi aplaudir de pé.

Publicidade

Momento extremamente forte e repleto de significado. Aqueles jovens, juntos em espírito, eram a própria expressão da revolução Cultural da qual são protagonistas, talvez nem se dando conta. Inesperada, a imagem remeteu aos antigos festivais de palco, e o grupo reunido lembrava uma espécie de “Nova Tropicalia” ala Itália, claro! (Fica a dica para a TV brasileira...)

Sem dúvida, são a ponta da lança de um movimento contemporâneo em nós já entranhado. Um vertedouro de fortes influências, atingindo centenas de milhares de visualizações, e atuando como marcadores-psicológicos de uma inteira sociedade. Na rede, #SomosTodosViewers! Receptores e produtores atípicos e ativos! #Educação #Comunicação #Internet