Com a crise mundial em várias frentes da atuação humana, não é incomum que as pessoas recorram à religiosidade ou misticismo para aliviar os seus problemas, mas independente da crença professada por cada um ou não, é no dia 23 de abril que é lembrada a morte de “São Jorge”, mais especificamente no ano de 303 da era comum, o qual passou a ser um dos “santos” que mais devotos atrai no mundo. 

Diz a tradição que Jorge era um soldado do império romano por ocasião do reinado de Diocleciano, santo esse que posteriormente sofreu martírio nas mãos do imperador. Tanto é assim, que São Jorge recebe a veneração não só por parte dos fieis da Igreja Católica Romana, mas também é cultuado na Igreja Ortodoxa e até na Igreja Anglicana.

Publicidade
Publicidade

É o famoso personagem que combate com destemor montado sobre o seu cavalo branco, um dragão pavoroso. 

Em suma, Jorge é um santo de origem militar e em 23 de abril é celebrado o dia especial do mesmo com a festividade da reconstrução da igreja de Lida em Israel, que foi dedicada a Jorge e abriga algumas de suas relíquias por determinação do imperador Constantino I. 

As versões passadas de pai para filho, falam que Jorge nasceu na região leste da atual Turquia, chamada Capadócia, na Anatólia. Quando era pequeno, foi para a Palestina com sua mãe, pois o seu pai tinha falecido em uma guerra. Isso faz certo sentido, uma vez que a mãe do garoto, Lida, era de origem palestina e possuía muitas riquezas, educando o menino com esmero. 

Quando adolescente, o jovem Jorge, entrou para o exército, tornando-se muito rapidamente, capitão do exército de Roma e foi condecorado com o título de conde da província da Capadócia e ainda ocupou o posto de Tribuno Militar. 

No momento em que Diocleciano passou a perseguir os cristãos de outrora, os relatos dizem que Jorge não ficou nem um pouco satisfeito com isso e protestou ao imperador.

Publicidade

O resultado dessa insolência foi a morte por decapitação do capitão Jorge em 23/04 de 303. Por outro lado, a fama de Jorge foi propagada por outros soldados em diversas partes de domínio da Roma imperial. 

Países como Portugal, Inglaterra, Geórgia, Lituânia, Sérvia, Etiópia, Montenegro entre tantos outros, tem em Jorge, o seu santo padroeiro. Na Grécia e na Rússia, por exemplo, a maioria dos meninos que nasce no dia de São Jorge, recebe o mesmo nome do santo. 

Em nível de precisão científica, a biografia de São Jorge é toda ela fundamentada em documentos lendários e de raízes apócrifaa, o que não impediu a fama de Jorge no mundo contemporâneo.  #Curiosidades #Religião #Comportamento

FATOS CURIOSOS RELACIONADO A SÃO JORGE: 

  • Cuspindo fogo: considerado como a própria encarnação do diabo, o dragão recebia jovens como sacrifícios. Foi quando Jorge apareceu para salvar uma princesa e domou o dragão, fazendo com que todos os habitantes da cidade fossem batizados. 
  • Balbúrdia histórica: São Jorge foi um santo militar e “guerreiro”, já que trajava uma armadura; porém, o símbolo da cruz de cor vermelha surgiu na 1.ª Cruzada, época em que os ingleses adotaram a cruz na bandeira. 
  • Monopólio disputado: o santo é padroeiro de Portugal, Inglaterra e em terras brasileiras o Sport Clube Corinthians tem como símbolo o santo, já que no ano de 1926, foi aberta a sua sede no bairro do Parque São Jorge, hoje Tatuapé. 
  • Cavalo branco: não se sabe se Jorge de fato montava um cavalo; contudo, junto com a lenda do dragão, foi no cavalo branco que o herói conseguiu salvar a cidade. 
  • Relação de Jorge com a lua: a ideia de que Jorge mora na lua surgiu das religiões africanas no Brasil.