Finalmente, eles estão de volta. O Guns N’ Roses não retornou à sua formação original, é verdade, mas três dos cinco membros que lançaram o grupo ao estrelato, no final dos anos 80, voltam a dividir o palco: o vocalista Axl Rose, o guitarrista Slash e o baixista Duff McKagan comandam a “Not in This Lifetime... Tour”. A turnê, que ganha corpo neste mês de abril, terá 19 apresentações nos Estados Unidos e uma no Canadá, a partir do dia 23 de junho, dando o pontapé inicial para, talvez, uma volta ao mundo.

Nesta fase preliminar, a banda toca no próximo sábado, dia 16, no Coachella Music Festival, na Califórnia. Depois faz dois shows no Foro Sol, na Cidade do México, dias 19 e 20, retornando para mais uma noite no festival californiano, no dia 23.

Publicidade
Publicidade

Nesta fase preliminar, Axl Rose aparece em um trono estilizado com suporte para ele apoiar o pé esquerdo, fraturado na “avant-première” da reunião, no clube Troubadour, em West Hollywood, no início deste mês.

O vocalista já deve estar em plena forma para a maratona de junho, julho e agosto. “Isso é o que acontece quando você tenta fazer algo que não fazia há 23 anos”, disse Axl sobre o acidente, em sua conta oficial do Twitter.

O repertório não deixa nada de fora e das 12 faixas do clássico “Appetite for Destruction”, oito fazem parte do setlist. “Use Your Illusion I e II” também são contemplados com sete músicas e cabem até três composições do fraquíssimo “Chinese Democracy”, que é praticamente um álbum solo de Axl, gravado após ele adquirir os direitos sobre a marca Guns N’ Roses. O mais interessante, no entanto, é ver como o dinheiro opera milagres no showbiz e, depois de brigas, trocas de acusações e processos judiciais, faz com que tudo isso seja esquecido.

Publicidade

A verdade é que o trio recria muito bem suas próprias composições e vê-los ali, juntos, é como retornar ao passado. É claro que Axl reina absoluto no roteiro e nem mesmo a perna imobilizada do joelho para baixa o impede de trocar de roupa várias vezes, além de dar sua palhinha ao piano. Quem viu uma das apresentações da turnê “Appetite for Democracy”, que passou por nove cidades brasileiras, em 2014, percebe a importância de Slash e McKagan para o Guns N’ Roses – a banda que acompanhou Axl na época, apesar de muito qualificada, não tinha o feeling da dupla original.

O novo show é mais uma superprodução, com direito a som de primeira, telões de última geração e muitos efeitos especiais. No lugar originalmente ocupado pelo guitarrista Izzy Stradlin, Richard Fortus não decepciona. Pelo contrário, ele está para lá de ambientado à função que ocupa desde 2001. Já o baterista Frank Ferrer dá um verdadeiro banho em Steven Adler e, como se o quinteto não bastasse, ainda há dois tecladistas no palco: Dizzy Reed e Melissa Reese.

Publicidade

Uma curiosidade é que o nome da turnê relembra uma frase de Axl, de 2012, quando foi perguntado se havia alguma chance de uma volta do Guns N’ Roses: “Não nesta vida”, foi sua resposta na época.

Por enquanto, não há informações oficiais sobre uma segunda perna da “Not in This Lifetime... Tour”, nem se ela aconteceria na Europa, Ásia ou América do Sul. Um jornal cearense publicou, recentemente, que a produção local estaria fechando uma data para a reunião do Guns N’ Roses se apresentar em Fortaleza ainda neste ano, em dezembro. A última vez que o grupo tocou no Velho Continente foi em 2012, na turnê “Up Close and Personal”. #Entretenimento #Música #Arte