Michelle (Mary Elizabeth Winstead) está chateada, acaba de brigar com o noivo. Ela pega o carro e vai embora de casa. No caminho, sofre um acidente. Ao acordar, descobre-se prisioneira em uma espécie de quarto. Aparece então Howard Stambler, personagem de John Goodman, e explica à moça que salvara sua vida quando, ao encontrá-la desacordada na estrada, a levara para seu bunker. O mundo, diz ele, sofreu um ataque químico e não há sobreviventes. Tampouco eles podem deixar o abrigo, já que o ar permanece contaminado. A moça tende a duvidar de Howard, mas aparece então Emmett (John Gallagher Jr.), que também está vivendo no abrigo, e confirma a história.

Publicidade
Publicidade

Antes de mais nada, convém dizer que Rua Cloverfield, 10 não é a sequência direta de Cloverfield - Monstro, de 2008, portanto, nada de cenas apocalípticas ou estátuas decapitadas. A história se passa, na maior parte do tempo, dentro de um bunker, aonde o suspense tem lugar. Um bom suspense, vale dizer. A grande questão é: Howard está dizendo a verdade? Porque o personagem tem algumas atitudes que deixam Michelle e todos os espectadores em dúvida sobre suas reais (e boas) intenções.

A trama segue um ritmo bom, mantendo o espectador querendo saber, afinal, o que está mesmo acontecendo. A história se alterna entre o suspense com um pouco de drama, mas sem cair para este último, permanecendo fiel ao gênero inicial. Os personagens Michelle e Emmett estão convincentes; não cometem exageros nem se mostram caricatos, o que poderia acontecer em tramas que tratam do extermínio da humanidade e do fim do mundo.

Publicidade

Mas é John Goodman o destaque do #Filme. Perfeito como o dúbio benfeitor, sua atuação garante boa parte do suspense, do drama e também os (poucos) momentos cômicos do filme.

E a trama vai fluindo bem. Até que, de repente, há uma reviravolta na história. O espectador é praticamente atirado para uma torrente de cenas com efeitos e atitudes de gosto duvidosos e então......o filme acaba. Do bom fluir para o final abrupto fica a impressão de que tudo poderia ter sido melhor realizado.

Rua Cloverfield, 10 traz o diretor estreante Dan Trachtenberg, e tem produção de J. J. Abrams, o mesmo de Cloverfield -Monstro. Josh Campbell, Matt Stuecken e Damien Chazelle assinam o roteiro. O elenco conta com Mary Elizabeth Winstead, John Goodman e John Gallagher Jr. A estreia será em 7 de abril.

Sequência ou não, Cloverfield já pode ser pensado em termos de franquia. No que depender da produção, é quase certo um Cloverfield 3. O diretor Trachtenberg também manifestou interesse em dirigir uma possível continuação, assim como Winstead manifestou desejo de participar. Resta esperar para saber se e o que virá na próxima vez: outra história solta ou algo que una as duas primeiras. #Entretenimento #Cinema