É possível ter uma breve noção da dimensão da figura de Machado de Assis para a #Literatura brasileira checando as prateleiras das livrarias e bibliotecas ou os prêmios literários distribuídos no Brasil. Um exemplo claro do primeiro caso é a coletânea “O Melhor do Humor Brasileiro”, que está sendo lançada neste mês pela Companhia das Letras.

Editada por Flávio Moreira da Costa, o livro traz diversos textos humorísticos de escritores brasileiros, incluindo nomes como Lima Barreto e Oswald de Andrade, entre outros. Entretanto, o escritor com o maior número de textos na coletânea é Machado, o que reitera a opinião de muitos críticos de que o escritor foi também um dos melhores humoristas da #História nacional.

Publicidade
Publicidade

Também neste mês, a Academia Brasileira de Letras divulgou o novo formato do prêmio Machado de Assis. Criado em homenagem ao grande ícone da literatura brasileira, o prêmio agora unificou os estilos literários e irá reconhecer o conjunto da obra de escritores brasileiros ainda vivos.

Com uma agraciação de R$ 300 mil para seu vencedor, o prêmio é agora o de mais alto valor no setor literário do país. #Arte