Na última segunda-feira, a Agência Nacional de #CinemaAncine divulgou a lista dos filmes brasileiros que serão exibidos no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã (IDFA). A capital da Holanda receberá o evento de 16 a 27 de novembro é considerado um dos mais importantes do cinema documental.

Responsável, juntamente com o Ministério das Relações Exteriores, pela iniciativa do programa que tem, como principal objetivo, aumentar a visibilidade do cinema brasileiro dentro do mercado internacional, a Ancine, por intermédio de sua assessoria de imprensa, justificou as escolhas baseadas a partir dos teasers e das informações fornecidas pelas inscrições no festival.

Publicidade
Publicidade

Confira, abaixo, os filmes escolhidos e um pouco do que cada um irá apresentar no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã.

1 - A Luta do Século Machado: produzido por Sérgio Machado, o documentário fala sobre a imensa rivalidade entre os boxeadores Luciano Todo-Duro, de Pernambuco e o baiano Reginaldo Hollyfield, que começava já durante a pesagem, passava pelo momento da entrevista coletiva e atinge o seu clímax no ringue.

2- Histórias que o Nosso Cinema (não) Contava: de autoria de Fernando Pessoa, a obra cinematográfica faz uma releitura histórica dos anos 70, especialmente no período da ditadura, baseada nos filmes de pornochanchada.

3- Entre os homens de bem: filme que repete a parceria entre Carlos Cavechini e Carlos Juliano Barros na Lente Viva. Ambos produziram Carne e Osso, em 2011.

Publicidade

4- Imagens do Estado Novo 1937-1945: Sob a direção de Eduardo Escorel, o documentário relata o período da ditadura de Getúlio Vargas. Nessa obra, recorrem-se a arquivos daquele momento da história política brasileira, como cine-jornais, fotografias, cartas, filmes, diários e músicas populares 

5- Gente Bonita: primeiro longa-metragem produzido pelo cineasta baiano Leon Sampaio.

6- Pedro Osmar, liberdade que se conquista: nessa produção, Eduardo Consonni e Rodrigo T. Marques dão ênfase ao multiartista paraibano Pedro Osmar.

7- Precisamos falar do assédio: criado pela documentarista Paula Sarchetta, o projeto é um recrutamento de depoimento de mulheres que sofreram assédios sexuais. #Entretenimento #Arte