O #Casamento é o sonho de muitos casais e, mesmo em uma época de crise, os registros civis apontam que em 2015 houve 1,3 mil matrimônios a mais do que no ano anterior, chegando à marca de 73,7 mil celebrações. E é claro que os noivos querem registrar essa ocasião de maneira única, personalizada e maravilhosa.

Glau Lima, diretora da Galeria dos Eventos, sugere que o álbum conte a história do evento, mesclando os melhores momentos aos ‘clicks’ diferenciados. “Ele pode ser composto da maneira de cada casal, sempre respeitando o que é o mais importante para eles. Porém, indico que ele tenha entre 80 a 100 fotos, para não ficar pesado e nem cansativo.

Publicidade
Publicidade

Além disso, deste modo ele fica clássico e clean”.

Para 2016 e 2017, a fotógrafa aponta as fotos espontâneas como as grandes vedetes, já que são elas que captam as situações detalhadas e afetuosas da comemoração. “Elas registram o momento, com toda a sensibilidade e a emoção do dia”.

Quanto às fotos posadas, a profissional destaca que ainda há casais que querem este tipo de imagem, mas aí é que entra a criatividade do fotógrafo para fazer com que as imagens fiquem diferenciadas. “Além de nos atentarmos à qualidade, precisamos capturar cada situação sem perder os detalhes. Porque são eles que fazem toda a diferença e transformam cada ensaio em único”, ressalta.

Segundo ela, o que não pode faltar em um álbum de casamento são as imagens da cerimônia, do casal feitas após a celebração e da balada.

Publicidade

“O profissional vai compor a cena, colocar elementos para deixar a #foto mais bonita e rica em detalhes. Vai verificar a luz, o ambiente e utilizar técnicas para obter uma ótima fotografia”.

Para os próximos meses e no ano que vem os ensaios pré e pós-casamento continuarão em alta, mas o “Same Day Edit” é a grande pedida do momento. “É a edição do vídeo da cerimônia no momento da festa. Isto significa que os noivos conseguem assistir, em pouco tempo, de 4 a 6 minutos, os lances da cerimônia no mesmo dia. Eles adoram e a emoção é generalizada!”.

Ainda falando em tendências, Glau indica que a estrutura do álbum também conta muito e, para deixá-lo bonito, “na moda” e atemporal, os noivos podem optar por alguns tipos. “Eu indico que eles escolham álbuns mais modernos, com laminação brilhosa e encadernação diferenciada, com madeira ou tecido. Fica bonito, elegante e ainda dá um toque pessoal dos noivos”, finaliza.

Quem é Glau Lima?

Diretora da Galeria dos Eventos e fotógrafa, Glau Lima acumula mais de 1000 trabalhos em casamentos, clicando eventos das áreas sociais (casamentos, festas de 15 anos, aniversários, entre outros), ensaios em estúdios, books para modelos e campanhas publicitárias.

Publicidade

É fotógrafa formada e aprimorou os seus conhecimentos na área no Canadá, além de ter pós-graduação em Marketing, Cinema, Vídeo e Fotografia, o que torna o seu trabalho ainda mais peculiar. No seu currículo agrega diversos trabalhos importantes, entre eles as coberturas fotográficas dos casamentos do cantor Celinho (Fat Family), da ex-BBB Angélica Morango, da atriz Francis Helena e é reconhecida nas fotos em estilo Boudoir, nome que se dá às fotos sensuais que as noivas e mulheres em geral costumam fazer para presentear os seus maridos. #álbum