O presidente da Warner, John Platt, divulgou somente em 05/10 a morte do compositor e tecladista Rod Temperton. Na verdade, ele morreu uma semana antes do comunicado oficial. A notícia só foi publicada nesta última quarta-feira atendendo um pedido da família. E novamente, em nome da privacidade familiar, o funeral já aconteceu.

O britânico Rod Temperton vinha lutando contra um câncer, mas era um tipo de câncer bem agressivo e com progresso acelerado, o que ocasionou seu óbito aos 66 anos de idade. Amigos de profissão como Ed Motta, Nile Rodgers e Boy George se manifestaram pelas redes sociais, lamentando a morte.

Colega de trabalho e produtor musical, o americano Quincy Jones disse que “ele era um dos melhores e ponto final”.

Publicidade
Publicidade

Para quem não conhece Rod ou Quincy Jones, basta lembrar que ambos foram os principais artífices do sucesso de ninguém mais, ninguém menos que Michael Jackson. A parceria deles começou em 1979, quando Michael gravou o álbum “Off the Wall”. Rod Temperton compôs dois sucessos do disco: além da canção que dá título ao álbum, emplacou a faixa “Rock With You”. O cantor de voz fina começava sua trilha de superastro.

Ninguém imaginaria que três anos mais tarde, em 1982, Rod se tornasse tão famoso pelo mundo quando compôs a canção que até hoje é lembrada. “Thriller” é o nome do álbum de Michael Jackson que já vendeu, só nos Estados Unidos, 30 milhões de cópias. É a #Música mais lembrada e tocada desde que o “Rei do Pop” nos deixou em 2009. Seja pela habilidade com que dança e canta ou pelo clima de terror que faz parte do cenário do clipe gravado em 1983.

Publicidade

A carreira musical de Temperton não começou necessariamente na composição. Em 1977, ele era integrante de uma banda chamada “Heatwave”, onde tocava teclado. A banda obteve sucesso na época e, após atrair a atenção do meio musical, uma coisa foi puxando outra. O inglês trabalhou não só com Michael Jackson, mas partilhou seus conhecimentos com gente do naipe de Aretha Franklin, George Benson, a rainha da “disco music” Donna Summer, Mariah Carey e o pianista de jazz Herbie Hancock. Chegou a ser indicado ao Oscar por uma canção escrita para o filme de Steven Spielberg, “A Cor Púrpura”.

Diante de uma retumbante carreira sólida e de êxitos, Rod tinha no início dos anos 80, um patrimônio que lhe permitia ficar em casarões fincados nos mais diversos lugares do #Mundo. Ele podia ter aquela escolha “chata” de morar em Los Angeles, Suíça ou no sul da França. Para obter maior “inspiração criativa e artística”, podia contar como opção uma esticada nas Ilhas Fiji ou num castelo de Kent, cidade da Inglaterra.

Publicidade

Certa vez, quando lhe perguntaram onde começou verdadeiramente sua carreira, Rod Temperton considerava que o início dela se deu no momento em que seu pai lhe ofereceu um pequeno rádio na infância. E, desde então, o rádio era o seu grande companheiro.

O SURGIMENTO DE “THRILLER”

Temperton contou que a ideia de “Thriller” surgiu após se levantar da cama e, para não perdê-la, resolveu botar no papel o que estava na mente durante uma corrida de táxi. Comentou com Quincy Jones de que tinha a intenção de gravar a música com a sua banda, “Heatwaves”. Mas o produtor americano disse que tinha outros planos para o futuro “hit”. É que Michael Jackson já estava esperando por “Thriller”. #Curiosidades