O Mestre dos Gênios é baseado no livro Max Perkins - um editor de gênios, de A. Scott Berg, lançado no Brasil, que traz a biografia do editor responsável por tornar famosos escritores como Ernest Hemingway, F. Scott Fitzgerald, e Thomas Wolfe. Perkins costumava perceber potencial aonde outros falhavam e apostava em novos autores. Mas, segundo Berg, sua atuação ia além dos tradicionais cortes no texto: ele era amigo dos autores. Seu apoio era dado antes, durante e após o término do livro, e incluía conselhos para problemas conjugais, de família, e até empréstimos financeiros quando fosse o caso.

Embora costumasse dizer que "o livro pertence ao autor", Perkins foi, em boa parte, o responsável pelo sucesso dessas obras, mas preferiu permanecer no anonimato. 

O longa, dirigido pelo estreante Michael Grandage, foca o relacionamento entre o editor e Thomas Wolfe, cuja personalidade problemática se refletia em sua escrita e em seus livros, muitos de caráter autobiográfico.

Publicidade
Publicidade

A excelente interpretação de Colin Firth (vencedor do Oscar por O Discurso do Rei) como Maxwell Perkins, e de Jude Law (Anna Karenina, O Grande Hotel Budapeste) como o atormentado Thomas Wolfe, traduz bem a realidade do editor. E Nicole Kidman (vencedora do Oscar pelo #Filme As horas) interpreta Aline Bernstein, a amante dominadora de Wolfe. A relação conturbada que os dois tiveram fica clara no filme.

Mas o maior mérito de O Mestre dos Gênios é desmistificar o ambiente de perfeição que costuma envolver escritores. Ao mostrar que, mesmo para esses gênios, a vida pode não ser tão brilhante, que bloqueios criativos não são lendas, e que problemas financeiros podem existir, Grandage os aproxima mais do ser humano comum.

Não por acaso, Grandage dá uma "ponta" no filme para F. Scott Fitzgerald (interpretado por Guy Pearce, de Homem de Ferro 3), e Ernest Hemingway (interpretado por Dominic West, de Orgulho e Esperança).

Publicidade

Ambos foram escritores que, apesar do sucesso literário, tiveram vidas infelizes: Fitzgerald era alcoólatra e Hemingway cometeu suicídio.

Thomas Wolfe é um nome importante na literatura norte-americana. No Brasil, porém, a maior parte de sua obra não foi publicada.

O filme estreia dia 20 de outubro. #Entretenimento #Cinema