O Dia das Bruxas se tornou uma das datas mais divertidas e aterrorizantes comemoradas atualmente. É principalmente nos Estados Unidos que o feriado é celebrado com todos os 'ritos', crianças fantasiadas, pedindo doces de porta em porta, casas decoradas, bailes em salões e tudo mais. 

Outros países estão aderindo ao festejo, inclusive o Brasil, onde é mais comum em clubes e escolas de idiomas. Popularmente conhecida como '#Halloween', esta data tem seus mistérios. 

Ao contrário do que todos imaginam, não começou na América do Norte, mas sim na Grã-Bretanha. A "All Hallows' Eve" está ligada à véspera do 305.º dia do ano, mais precisamente o 1º de novembro, conhecido como "Dia de Todos os Santos", até então uma comemoração católica. 

A partir do século XVII entra para a história uma nova versão, em que a data era uma festividade Celta, também conhecida como 'Samhain'.

Publicidade
Publicidade

O paganismo faz parte das religiões politeístas, não-cristãs, que acreditam em divindades e mitologia viva encontrada na natureza. 

Eles comemoravam o fim do verão com danças, fogueiras e comidas, agradecendo a colheita, homenageando o 'Rei dos Mortos'.

Historiadores ainda falam que lá atrás, antes de tudo isso, no século IIIV, o então Papa Gregório resolveu estabelecer que o "Dia de Todos os Santos" ficaria na mesma data do festejo pagão, pois com essa'mistura, tentaria converter a todos ao Cristianismo. 

O plano da Igreja deu errado e a celebração tomou força, prevalecendo o festival de Sanhaim. Com o passar dos anos, virou um hábito popular, com crianças saindo pela vizinhança cantando rimas e fazendo orações àqueles que já haviam morrido. Em agradecimento, as pessoas lhes ofereciam "bolinhos da sorte".

A grande questão é quando, como e por que o festival chegou até a América do Norte? 

No ano de 1845 houve uma migração em massa de cidadãos irlandeses para os Estados Unidos.

Publicidade

Eles fugiam da fome, em uma das piores crises que ficou historicamente conhecida como "Grande Fome", e levaram então para a América suas tradições. 

Já em 1870, a festa se tornou parte do calendário norte-americano, chamado a princípio de "Feriado Inglês", e era comemorado como os camponeses do Reino unido, com maçãs, doces e bolos. 

Logo os demais produtos da #Cultura americana foram pouco a pouco se integrando, como por exemplo o milho, agregando o espantalho, as brincadeiras, sustos e os famosos "doces ou travessuras", se tornando o que é hoje o Halloween moderno, o maior feriado não-cristão da América.  #DiadasBruxas