O personagem Dumbledore, da saga #Harry Potter, deve assumir na próxima sequência da saga "Animais Fantásticos e Onde Habitam" ser homossexual. A informação foi dada pela própria autora da produção, JK. Rowling. Em entrevista coletiva nesta semana em Nova York para a divulgação do longa, a escritora disse que a cena está no roteiro. “Gostaria de dizer isso porque é uma história em cinco partes”, disse.

Rowling revelou ainda que os fãs se surpreenderão com o “período de formação” do personagem. “No que diz respeito à sua sexualidade... bom, vocês podem esperar muita coisa”, concluiu. Em 2010, a escritora revelou que Dumbledore foi apaixonado por seu rival, Gellert Grindewald, que será um vilão no longa, vivido por Johnny Deep.

Publicidade
Publicidade

Os dois, na história, eram grandes amigos, mas tornaram-se rivais com o passar do tempo.

A escolha de Johnny Deep como vilão rendeu uma série de polêmicas antes da estreia do filme. Fãs queriam boicotar o longa por conta de uma acusação contra o ator de agressão à mulher. No entanto, a escritora elogiou a atuação do artista. “Estou encantada. Ele fez coisas incríveis com o personagem.”

O diretor, David Yates, que promete dirigir os cinco filmes da saga, também comentou a escalação. “O que você tem que se lembrar de Johnny é aquele talento extraordinário e aquele talento nunca vai embora. Hollywood é um lugar inconstante. As pessoas sobem e descem." Nas redes sociais, os fãs subiram a tag #NotMyGrindeWald (#NãoÉMeuGrindeWald, em português), inspirada nos protestos contra Donald Trump, presidente eleito nos Estados Unidos.

Publicidade

"Animais Fantásticos" estreia na quinta-feira

"#Animais Fantásticos e Onde Habitam" é um spin-off da saga de Harry Potter. O longa conta a história de Newt Scamander, que chega à cidade de Nova York carregando uma maleta cheia de animais fantásticos. A aventura é capturar o maior número de animais que fugiram da maleta mágica. No Brasil, o filme será lançado nesta quinta-feira (17). Os fãs guardam ansiosamente pela saga, que promete encher as sessões de filmes brasileiras. #Cinema