#Tatuagem é uma das formas de modificação do corpo mais conhecidas e praticadas em toda parte. Trata-se de um desenho permanente, feito na pele humana, um procedimento que por muitos séculos foi completamente irreversível (embora que hoje em dia sejam usadas técnicas de remoção, mas algumas vezes deixam cicatrizes e variações de cor sobre a pele). Muitos são motivados por ela ser um tipo de #Arte viva, por meio da qual, se pode expressar um significado, sentimento, momento, entre outras coisas. 

Sua origem

Algumas provas arqueológicas afirmam que, tatuagens foram feitas no Egito entre 4000 e 2000 a.C. e possivelmente também por nativos da Polinésia, Indonésia e Nova Zelândia (maori), e suas tatuagens eram, em sua maioria, rituais ligados à #Religião.

Publicidade
Publicidade

Mas com o desenvolvimento das civilizações, as tatuagens ganharam outros significados. 

O registro mais antigo da prática de tatuagem foi descoberto por volta de 1991, no cadáver de um homem. Os restos mortais do mesmo datam de 3.300 anos antes de Cristo. Em seu corpo encontram diversas linhas: em suas costas, tornozelos, punhos, joelhos e pés.

Na Idade Média a prática da tatuagem foi banida em toda Europa pela Igreja Católica, sendo considerada como uma prática demoníaca, que com o tempo associou-se a uma prática de vandalismo ao próprio corpo. Mas por mais que a tradição da arte gravada na pele tenha vindo a cair em desuso, no Oriente por um período ela continuou a crescer e também em outras partes do mundo.

Significados para a palavra tatuagem

Qual é o significado dessa palavra?

O mais conhecido vem da sua origem taitiana "tatau", que quer dizer "deixar uma marca", a mesma era usada para designar a maneira com que a tatuagem era feita – fazendo a tinta penetrar no corpo.

Publicidade

Outro significado poderia ser sua versão em samoano, que é "ferida aberta". 

Evolução da tatuagem

No antigo Egito, a tatuagem era feita com tinta à base de vegetais, sendo aplicada debaixo da derme, através de uma haste de osso. Essas tatuagens sempre tinha um cunho religioso de grande importância, tal como no Egito, algumas civilizações Maias e Astecas tatuavam o corpo como uma expressão religiosa.

No Japão feudal, as tatuagens já tinham uma visão mais depreciativa, era usada como forma de punição, tornando-se um sinônimo de criminalidade. Mas com o surgimento da Yakuza, o ato de estar em uma gang se tornou um sinônimo de resistência e as tatuagens acabaram ficando mais populares.

Por volta de 1891, um inventor americano criou a primeira máquina elétrica de tatuagem, deixando para trás as ferramentas tradicionais. Nos anos seguintes, a tatuagem ficou marcada como expressão de grupos, alguns deles sendo de marinheiros e veteranos da Segunda Guerra Mundial.

Ao longo da história da tatuagem, a arte no corpo das pessoas, sempre levou à discórdia, em alguns casos são vistas com preconceito.

Publicidade

Nos dias atuais, as pessoas que carregam imagens na pele não pertencem mais a um determinado grupo e os seus desenhos são uma forma de expressão individual, onde cada pessoa carrega consigo um significado diferente.